EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Autoridades de cidades chinesas começaram a implantar sensores infravermelhos que, segundo eles, podem escanear passageiros em ferrovias e aeroportos em busca de sinais de infecção pelo coronavírus.

O sistema, que é desenvolvido pela empresa Baidu, usa a tecnologia do infravermelho para medir a temperatura dos passageiros enquanto andam. Se encontrar alguém com febre, essa pessoa pode ser sinalizada e potencialmente impedida de viajar, limitando assim o surto em andamento.

publicidade

Reprodução

Os sensores que registram temperatura são apenas uma das muitas técnicas que as autoridades chinesas usam para impedir que a epidemia pela infecção de coronavírus atinja níveis ainda maiores.

Os hospitais de Xangai, por exemplo, usam robôs de limpeza para desinfetar as enfermeiras dedicadas a pacientes infectados. O objetivo é impedir que o vírus se espalhe para pacientes em risco de outras partes do hospital.

Eles também usam sistemas que misturam chatbots com inteligência artificial para atender o telefone rapidamente e fazer recomendações para pessoas irem à triagem ou ficarem isoladas em casa.

publicidade

Via: Futurism