A foto do que francês Greg Lecoeur fez nas águas geladas da Antártica foi escolhida como a melhor foto subaquática do ano. Na imagem, Lecoeur registrou o nado de quatro focas-caranguejeiras (Lobodon carcinophagus) abaixo de um impressionante iceberg.

Intitulada “Casa Móvel Congelada”, a foto de Lecoeur se destacou entre mais de 5,5 mil inscrições, representando fotógrafos de mais de 70 países. “O ritmo balético dessas focas e a paisagem etérea do iceberg cria uma composição que nos leva a um canto do mundo que poucas pessoas testemunharam”, escreveu um dos jurados, Alex Mustard.

A premiação é promovida pelos britânicos da “Underwater Photographer of the Year”, que desde 2014 reúne imagens produzidas por profissionais do mundo todo e escolhe as melhores em quatro categorias internacionais (Fotógrafo subaquático, Revelação, Livro de fotografias subaquáticas e Fotógrafo de Conservação Marinha), e duas exclusivas para candidatos do Reino Unido (Melhor fotógrafo britânico e Fotógrafo britânico promissor).

Vencedor de 2020, Lecoeur viaja para destinos remotos ao redor do mundo para documentar animais marinhos e, na Antártica, é atraído pela vida selvagem que habita os maciços icebergs. “Pouco se sabe sobre como a vida selvagem vive em torno dessas casas móveis”, disse Lecoeur.

publicidade

Uma galeria com todos os vencedores do ano – e de edições anteriores – pode ser conferida no site oficial da premiação.

Via: Live Science