Lançado oficialmente no dia 15 de janeiro, o navegador Microsoft Edge já possui mais de 1.200 extensões disponíveis na sua loja oficial. Entretanto, este número ainda é pequeno se comparado aos milhares do Google Chrome, mas o volume deve aumentar em breve.

As extensões incluem YouTubeBing, Evernote, Office, entre diversas outras. Apesar disso, é necessário tomar cuidado ao instalar extensões de novos desenvolvedores, já que elas podem conter algum malware, que podem alterar guias, pesquisas e outras configurações de segurança. Sempre que isso acontece, porém, o Edge avisará o usuário. O navegador também permite desativar ou remover extensões e restaurar as configurações padrões.

publicidade

Assim como Chrome e Firefox, é possível “denunciar abuso” caso o usuário encontre alguma extensão com malware ou que viole as políticas de conteúdo da Microsoft. Extensão que contenha ameaças, cyberbullying, conteúdo ofensivo, vírus e outros também entram nessa lista negra.

O ponto negativo da loja do novo navegador da Microsoft é que ela não disponibiliza as análises de usuários, com isso a confiabilidade de determinada extensão fica prejudicada.

O usuário pode encontrar as extensões utilizando a caixa de pesquisa ou filtrando categorias. Há também a possibilidade de encontrá-las na Chrome Web Store.

Via: Tech Dows