EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Nesta quinta-feira (2), em coletiva no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou constatar resultados positivos após análise do primeiro trabalho científico sobre a cloroquina no tratamento do novo coronavírus.

No entanto, o ministro aponta que o trabalho ainda não passou por uma revisão, sendo considerado pequeno dentro do âmbito acadêmico. Como se trata de um tema novo, o trabalho não foi testado de todas as formas, como recomendam os acadêmicos, por essa razão, pode apresentar soluções diferentes. 

publicidade

Mesmo assim, o estudo será divulgado na publicação científica americana New England Journal of Medicine, mostrando os avanços obtidos na aplicação do medicamento em pacientes graves.

Reprodução

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Ainda de acordo com Mandetta, o trabalho utilizou “só 62 casos. Nós acompanhamos esse grupo desde o início de fevereiro. Esse paper não passou pelo que se passa normalmente para publicar na ciência, que a gente bombardeia os trabalhos para ver fatos antes de ser publicado”.

publicidade

Ele ainda informa que a publicação ocorreu com ressalvas, já que testes mais amplos serão realizados, mas ele se mostrou animado, e disse que “já é um caminho, algo que temos no nosso horizonte”. “Com segurança, sem ‘achismo’, vamos gradativamente achar as melhores soluções”, concluiu.

Até o momento, o Brasil possui 327 óbitos em decorrência do novo coronavírus, enquanto os casos confirmados chegam a 8.076.

Via: Uol