Uma das grandes incertezas que intrigam cientistas espaciais é a condição de Marte e se o planeta possui condições de abrigar vida. Fato que explica as diversas missões direcionadas à exploração do vizinho vermelho, além das novas e constantes tecnologias testadas. Um exemplo disso, é o helicóptero espacial Mars, cuja decolagem ocorrerá durante uma janela de três semanas que será aberta em 17 de julho.

Com a aproximação do momento da ida ao espaço, os preparativos finais estão a todo vapor. O veículo já foi, inclusive, preso ao rover Perseverance da Nasa, no Kennedy Space Center, na Flórida. “Os últimos cem dias antes de qualquer lançamento para Marte estão repletos de marcos significativos”, destacou David Gruel, gerente de operações de montagem, teste e lançamento do Mars 2020.

publicidade

Os veículos espaciais vão pousar dentro da Cratera Jezero, um buraco de 45 quilômetros de largura, um antigo lago de Marte. Enquanto Perserverence vai buscar por sinais de vida no planeta, o helicóptero Mars, que será a primeira aeronave a voar nos céus de um mundo além da Terra, vai permanecer no local em um período de testes, sem coletar dado nenhum.

Se o teste for bem-sucedido, o helicóptero será implantado em maio de 2021, 2,5 meses após o pouso da Perseverance. O pequeno veículo, movido a energia solar, vai realizar uma série de vôos curtos durante uma campanha de teste que durará até 30 dias. Segundo os membros da equipe da missão, se a campanha de teste ocorrer como planejada, isso poderá abrir caminho para uma extensa exploração aérea de Marte.  

Via: Space