EnglishPortugueseSpanish

Uma parceria entre pesquisadores do Observatório Covid-19 BR e a Secretaria de Saúde do Município de São Paulo pode possibilitar uma forma mais eficiente de monitorar os dados sobre a evolução da pandemia do novo coronavírus. A ferramenta utiliza uma recurso estatístico conhecido como nowcasting e permite uma correção no atraso do sistema de notificação da doença, devido ao tempo levado para o processamento dos exames.

Utilizando a metodologia, a equipe calculou a existência de 4.493 casos de Covid-19 na cidade em 13 de abril, quando os dados oficiais apontavam 3.357. “A principal vantagem é possibilitar ao gestor público a tomada de decisão com base em dados do presente, não de duas semanas atrás”, destacou o físico Vítor Sudbrack, integrante da equipe do Observatório Covid-19 BR.

publicidade

Reprodução

Para chegar aos números, o grupo tem acesso aos dados do Sistema de Informação de Vigilância da Gripe. É lá que estão concentradas as notificações de todos os pacientes que chegaram aos hospitais públicos e foram internados com síndrome respiratória aguda grave. Por conta do tempo levado para o diagnóstico acontecer, os dados oficiais mostram o índice de ocupação hospitalar de cerca de 10 dias atrás.

Apesar de acelerar a contagem dos casos, o sistema não corrige a subnotificação dos casos assintomáticos e com casos leves, que atualmente não são testados no Brasil. Os resultados do trabalho são divulgados na página do projeto e mostram dados mais atualizados que a divulgação oficial.

Via: Uol