EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Enviar uma pessoa ao espaço é algo extremamente caro e arriscado. Pensando nisso, a startup japonesa Gitai quer enviar robôs humanoides de telepresença no lugar dos astronautas. Segundo a Bloomberg News, a agência espacial do Japão poderia economizar 90% do custo se mandar máquinas com controle remoto ou semiautônomos. 

A ideia da startup é que os robôs conduzam pesquisas enquanto os operadores humanos os controlam da Terra. Comandar essas máquinas de forma remota pode tornar a pesquisa espacial mais barata e segura. “Há uma necessidade de robôs que possam nos ajudar”, afirmou o astronauta japonês Naoko Yamazaki. “Eventualmente, poderemos executar essas tarefas remotamente ou tê-las assumidas completamente por máquinas”, continuou.

publicidade

O maior desafio, no entanto, é desenvolver tais robôs. Há pouco mais de um ano, a Gitai divulgou um vídeo de demonstração de uma dessas máquinas. Imitando os movimentos do operador humano, o robô ainda possuía certa dificuldade para realizar algumas ações, precisando de ajuda em outras. Ainda assim, o CEO Sho Nakanose se diz otimista quanto ao futuro dos robôs astronautas. “Queremos que nossos robôs criem bases para a Blue Origin e a SpaceX”, concluiu.

Via: Futurism

publicidade