EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O anúncio oficial foi feito neste domingo (24); viagens para os Estados Unidos a partir do Brasil estão temporariamente proibidas. As primeiras informações vieram da rede norte-americana Fox. No início do dia, um assessor do presidente Donald Trump adiantou extraoficialmente a notícia. A medida surge no fim de semana em que o Brasil se torna o segundo maior país com casos confirmados do novo coronavírus; ficando atrás apenas dos EUA, que tem mais de 1 milhão e 600 mil casos da doença.

“Hoje o presidente tomou a ação decisiva para proteger nosso país, ao suspender a entrada de estrangeiros que estiveram no país [Brasil] durante um período de 14 dias antes de buscar a admissão nos Estados Unidos”, diz comunicado da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany.

publicidade

“Devido à situação no Brasil, vamos tomar todas as medidas necessárias para proteger o povo americano”, disse o consultor de segurança dos EUA Robert O’Brien. O governo dos EUA proibiu também temporariamente viagens a partir da China, da Europa e do Reino Unido até que essas regiões não comprovassem um maior controla da disseminação da Covid-19.

Em nota, o secretário de Relações Internacionais do governo de SP, Júlio Serson, comentou a decisão. “Toda viagem não essencial deve ser evitada. Estou em contato com as autoridades consulares no Brasil para reduzir os impactos dessa medida sobre os brasileiros que, por motivos profissionais ou familiares, precisam se deslocar para os Estados Unidos, e garantir que o fluxo de comércio seja mantido, conforme garante o comunicado da Casa Branca.”

Segundo as últimas declarações da OMS, a América Latina é o atual epicentro do coronavírus. Com quase 350 mil casos e mais de 22 mil mortes, o Brasil já é o segundo país mais atingido pela pandemia. 

 

publicidade

Via: UOL/G1/Rádio Band News