EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Recentemente, a Apple ativou o recurso de eletrocardiograma (ECG) em alguns Apple Watches em países como Chile, Nova Zelândia, Turquia e Arábia Saudita. Agora, é a vez do Brasil ter a funcionalidade disponível. 

Nesta segunda-feira (25), o Diário Oficial da União publicou a Resolução-RE 1.635 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que aprova dois aplicativos da Apple para medição da frequência cardíaca por meio do Apple Watch

publicidade

O pedido, feito pela empresa da maçã em 4 de maio, levou um tempo menor do que o esperado para ser concedido – a previsão era de 60 dias. Com a autorização em mãos, a empresa pode começar o processo de liberação do recurso. 

No entanto, mesmo com a liberação, a Anvisa ainda definiu algumas orientações para o uso do recurso, que se enquadra na classe de risco II de dispositivos médicos, que oferecem médio risco. Alguns dos pontos abordados são:

publicidade
  • os dados coletados não devem ser interpretados sem consulta a um profissional de saúde qualificado;
  • o app não tem como objetivo substituir métodos tradicionais de diagnóstico ou tratamento;
  • os resultados não são para uso clínico e nem podem ser usados como base para diagnóstico ou tratamento para doenças do coração;
  • o produto não detecta sinais de ataques cardíacos. Se houver dor no peito, pressão ou qualquer incômodo que pode ser associado a um ataque cardíaco, o usuário deve procurar serviços de emergência.

Disponibilização do recurso

Reprodução

Apple Watch poderá ser usado para coletar dados de eletrocardiograma. Foto: iStock

Se a Apple seguir o cronograma de lançamento em outros países, a funcionalidade deve chegar por aqui quando uma nova versão do watchOS for liberada. Atualmente, o sistema encontra-se na versão 6.2.5, para implementar o recurso, pode ser que a companhia lance sua sucessora – que deve ser nomeada 6.2.6.

Outra possibilidade é esperar o lançamento da versão 6.3 que, se for como a empresa costuma fazer, começará os testes beta em breve. No entanto, isso pode fazer com que a funcionalidade demore um pouco mais para ser disponibilizada para todos.

Em um cenário mais otimista, prevendo a liberação por aqui, a Apple já pode ter implementado o recurso de maneira escondida no watchOS 6.2.5. Com isso, basta a aprovação acontecer para que a funcionalidade seja liberada de maneira remota, sem a necessidade de uma atualização – isso ocorreu na Índia recentemente. 

De qualquer forma, parece que os donos brasileiros de Apple Watches Series 4 e 5 estão muito próximos de poder ter acesso ao recurso e usá-lo pela primeira vez.

Via: MacMagazine