EnglishPortugueseSpanish
publicidade

No último sábado (30), a SpaceX, empresa de Elon Musk, fez história ao lançar, em seu primeiro voo espacial tripulado, dois astronautas da Nasa rumo à Estação Espacial Internacional (ISS).

O lançamento histórico também deu mais força à indústria de softwares de código aberto. Isso porque os computadores do foguete Falcon 9, que participou da missão Demo-2, utilizam Linux, em uma versão simplificada.

publicidade

Reprodução

Foguete Falcon 9 é equipado com computadores que rodam Linux. Foto: SpaceX

Segundo o site ZDNet, o sistema do foguete é executado em três PCs, equipados com processadores X86 de núcleo duplo, nos quais roda o software de voo. Ele mantém os astronautas seguros, garantindo que os comandos sejam executados somente quando os três computadores apresentam a mesma resposta. Em caso de algum desacordo, o comando é descartado e o processo recomeça.

Apesar da representatividade, a SpaceX não é a primeira empresa a colocar um software de código aberto em órbita. A própria ISS mudou, em 2013, do Windows, sistema operacional da Microsoft, para o Linux.

publicidade

Via: Futurism