EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O CEO da Tesla, Elon Musk, confirmou via Twitter que o aço que será usado na picape Cybertruck poderá ser submetido a têmpera, um processo que envolve o aquecimento do metal para mudar sua cor.

As cores que podem ser obtidas variam de acordo com a temperatura à qual o metal é submetido, de um amarelo palha (a 176 ºC) ao cinza esverdeado (a 388 ºC), passando pelo azul e um roxo intenso. Veja abaixo:

Reprodução

Escala que cores que podem ser obtidas a partir do processo de têmpera, que envolve o aquecimento do aço a uma temperatura predeterminada. Foto: Wikimedia Commons / Domínio Público

publicidade

A vantagem deste processo é que a própria cor do metal é alterada, e ela não vai descascar ou desbotar como uma pintura. Eventuais arranhões terão a mesma cor do material ao seu redor, o que os tornará menos visíveis.

O mesmo efeito pode ser conseguido durante a gravação do metal a laser. No exemplo abaixo, usando uma chapa de aço similar ao da Cybertruck, o laser começa a produzir tons dourados aos 45 segundos.

Não ficou claro se a Tesla pretende oferecer Cybertrucks tratados por têmpera. No passado Musk afirmou que “seria possível” oferecer uma Cybertruck branca, usando um processo para oxidar o metal.

No momento, não há opções de cor para a Cybertruck no site da Tesla. Isso não impede um proprietário de pintar o chassi como em um carro tradicional, mas certamente tiraria um pouco do apelo “cyberpunk” do veículo.

Fonte: Electrek