EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A incubadora de startups Area 120, do Google, está testando uma plataforma para que youtubers e outros influenciadores possam hospedar eventos online pagos. Chamado Fundo, o novo aplicativo permite que esses famosos da internet organizem encontros e workshops com seus fãs.

A plataforma dá ao anfitrião total controle sobre o valor para participar de um evento. Inclusive, o influenciador pode fazer encontros gratuitos se assim preferir.

publicidade

Além disso, o aplicativo cuida da maior parte da logística envolvida no processo, incluindo ingressos e os recursos necessários à transmissão ao vivo. A intenção é que os anfitriões não precisem utilizar diversas plataformas diferentes para colocar seus fãs em uma única chamada de vídeo.

Reprodução

publicidade

Interface de um evento no Fundo. Imagem: Google/Area 120/Divulgação

Os usuários do Fundo poderão acessar os eventos do aplicativo por meio de links compartilhados ou da página inicial da plataforma, que mostra os próximos eventos. Ainda que todos possam ficar a par dos encontros, existe uma medida de segurança que só deixa que compareçam pessoas que possuírem um ingresso.

De acordo com o Google, nem só de youtubers e influenciadores viverá a plataforma: instrutores fitness e consultores de estilo de vida já estão experimentando o aplicativo.

Ainda que o Fundo pareça uma resposta da Area 120 à pandemia de coronavírus, o desenvolvimento da plataforma antecede o contexto atual. Afinal, a inspiração para a criação do aplicativo veio da VidCon 2018, na qual criadores de conteúdo interagiram com seus fãs.

Por ora, o Fundo está disponível apenas nos Estados Unidos e no Canadá, mas deve chegar a outros países em breve.

Influenciadoras do TikTok são presas por ‘indecência’ no Egito

Cinco jovens foram sentenciadas a dois anos de prisão no Egito sob acusações de divulgar em redes sociais conteúdos que violam os valores familiares do país. Elas ainda foram condenadas a pagar uma multa equivalente a R$ 110 mil, informa a BBC News.

Entre as jovens está Mawada, uma influenciadora com mais de 3 milhões de seguidores no TikTok e 1,6 milhão no Instagram. A universitária de 22 anos foi presa em maio após publicar nessas plataformas clipes em que faz playbacks de músicas vestindo roupas estilosas.

Via: Engadget