EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em um ano quase sem grandes lançamentos no cinema, aquele que talvez seja o maior deles finalmente chega ao Brasil nesta quinta-feira (17). ‘Mulher-Maravilha 1984’ estreia em um número limitado de salas, uma semana antes do seu lançamento nos Estados Unidos.

A produção talvez seja a maior “vítima” da Covid-19 entre os longas-metragens. Planejado para estrear em junho, o filme acabou adiado para agosto, depois outubro, e agora dezembro. As medidas de isolamento, ainda em vigor em vários países, além do lançamento simultâneo na plataforma de streaming HBO Max fará estrago na bilheteria da produção.

publicidade

Nesse sentido, a expectativa era altíssima. O primeiro filme da super-heroína, lançado em 2017, arrecadou US$ 822 milhões nas bilheterias mundiais – ficando atrás só de ‘Aquaman’ entre as produções do Universo DC, que faturou US$ 1,14 bilhão. Para a continuação, a ideia era bater esse recorde trazendo de volta a diretora Patty Jenkins e apostando alto no carisma da protagonista, Gal Gadot.

‘Mulher-Maravilha 1984’ também tem em seu elenco Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita. O enredo avança 66 anos, da Europa na Primeira Guerra Mundial para os Estados Unidos na década de 1980, com Diana Prince já habituada ao mundo dos homens e ao mesmo tempo mais segura enquanto super-heroína.

Desde a primeira vez em que empunhou o Laço da Verdade, em ‘Batman vs Superman: A Origem da Justiça’ (2016), a própria Gal Gadot foi catapultada à estrela de Hollywood. Abraçando a persona de Mulher-Maravilha fora das telas, a atriz israelense encampou campanhas de educação para meninas e de igualdade salarial para mulheres. Além de interpretar Diana Prince, Gadot é produtora de ‘Mulher-Maravilha 1984’.

Mas como ainda não há uma confirmação de quando o streaming da HBO Max chegará ao país, os brasileiros só poderão acompanhar a estreia nas salas de cinema. Nos EUA, os assinantes da HBO Max poderão acompanhar a estreia sem custo adicional, diferentemente de ‘Mulan’, outro esperado longa-metragem deste ano, cujo lançamento foi disponibilizado pela Disney+ à la carte, pela bagatela de US$29.99.

publicidade

Via: Warner Bros