EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Eles não recebem a mesma atenção dos top de linha, ou contam com eventos de lançamento luxuosos, mas os smartphones de entrada dominam o mercado consumidor. Somados com os intermediários, o segmento dos celulares básicos forma 70% da base de usuários do País em 2020.

Quase todas as maiores marcas possuem aparelhos que custam menos de R$ 1 mil, além de fabricantes que produzem quase que exclusivamente para essa categoria. A concorrência na parte debaixo da pirâmide é feroz e este ano viu uma queda brusca nas vendas, com um percentual que chegou a -57% no segundo trimestre, em relação ao mesmo período de 2019.

publicidade

Ainda assim, o ano foi repleto de lançamentos, e separamos alguns dos principais celulares básicos de 2020:

Motorola Moto E6s

Moto E6s. Imagem: Motorola/Divulgação

Lançado originalmente em março de 2020, o Moto E6s ganhou uma versão mais ‘potente’ em junho, com 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno. Esse celular básico divide as prateleiras com a primeira versão, com 2 GB de memória e 32 GB de armazenamento.

O Moto E6s acompanha o sistema operacional Android 9 Pie e tem processador MediaTek Helio (Octa Core, 2 GHz). O aparelho conta com tela LCD IPS de 6.1 polegadas, com resolução HD+ (1560 x 720) e sensor de impressões digitais na traseira. A memória interna é expansível até 256 GB, a partir de cartões Micro SD.

No quesito bateria, a capacidade do smartphone corresponde a 3.000 mAh. O conjunto de câmeras é composto por duas lentes traseiras: um sensor principal de 13 MP, acompanhado de um sensor de profundidade com 2 MP. O Moto E6s apresenta ainda uma câmera dianteira de 5 MP e F 2.2 de abertura.

publicidade

O Moto E6s custa R$ 899 na versão com 32 GB e R$ 999 com 64 GB.

Samsung Galaxy A11

Galaxy A11. Imagem: Samsung/Divulgação

Lançado com o Galaxy A21s, o modelo Galaxy A11 tem tela de 6,4 polegadas e três câmeras traseiras: uma lente principal de 13 MP, sensor ultra-wide de 5 MP e um sensor ToF de 2 MP. A câmera frontal do modelo é de 8 MP.

O processador Snapdragon 450 é responsável por alimentar o Galaxy A11, que também possui 3 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno com possibilidade de expansão via cartão microSD. A bateria presente é de 4.000 mAh com suporte ao carregamento rápido de 15 W.

Uma boa opção para quem busca um celular básico de 2020, na loja oficial da Samsung, o Galaxy A11 custa R$ 1.499, mas ele pode ser facilmente encontrado no varejo por valores entre R$ 800 e R$ 1.200.

LG K41S

LG K41S. Imagem: LG/Divulgação

A nova série K da LG, lançada em 2020, trouxe movimentou o mercado dos celulares básicos e intermediários. Os aparelhos contam com quatro câmeras e são mais baratos que a maioria dos smartphones com essa configuração. Dos três modelos apresentados em 2020, o K41S é o mais básico deles.

O aparelho vem com processador octa-Core de 2,0 GHz, tela de 6,5 polegadas HD+, com proporção 20:9, bateria de 4.000 mAh, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. As câmeras  traseiras são em quatro: uma principal com inteligência artificial de 13 MP; super grande angular de 5 MP; macro de 2 MP e modo retrato de 2 MP, além da selfie de 8 MP.

O LG K41S custa R$ 1.079.

Redmi 9A

Redmi 9A. Imagem: Xiaomi/Divulgação

O Redmi 9A foi o nono smartphone mais vendido do mundo, de acordo com a Canalys, empresa especializada em análise de mercado. Lançado em junho de 2020, o celular básico possui tela touchscreen de 6,53 polegadas com resolução de 720×1600 pixels e proporção de 20: 9. O Redmi 9A é alimentado por um processador MediaTek Helio G25 octa-core de 2 GHz, e vem com 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno.

Rodando Android 10, o celular é alimentado por uma bateria de respeitáveis 5.000mAh, com suporte a carregamento rápido. No que diz respeito às câmeras, a Redmi 9A possui na parte traseira uma câmera de 13 megapixels com abertura f / 2.2 e uma câmera frontal de 5 megapixels para selfies, com abertura de f / 2.2.

O Redmi 9ª pode ser comprado a R$ 929.

Samsung Galaxy A01

Galaxy A01. Imagem: Samsung/Divulgação

Na sua chegada ao Brasil, em abril de 2020, o Galaxy A01 ganhou um upgrade: teve sua capacidade  elevada de 16 GB para 32 GB. O dispositivo tem tela de 5,7 polegadas com resolução 720 x 1520 pixels e cantos arredondados. A câmera frontal de 5 megapixels com abertura f/2.2 fica em um notch central. Além disso, essa câmera também pode usar o reconhecimento facial para desbloquear a tela deste celular básico.

O aparelho conta com uma câmera dupla com flash LED na traseira, com um sensor principal de 13 MP (também com abertura f/2.2) e um sensor de profundidade de 2 MP (com abertura f/2.4). Sua câmera grava vídeos em Full HD com 30 frames por segundo. O Galaxy A01 conta ainda com processador octa-core Snapdragon 439 (lançado dois anos atrás) e 2 GB de RAM e os já citados 32 GB de capacidade. Sua bateria é de 3.000 mAh.

O Galaxy A01 custa R$ 999 na loja oficial da Samsung