EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Quando o computador começa a travar, a primeira coisa que vem à mente é de que há muitos arquivos na memória. No entanto, esse não é o único motivo que provoca lentidão no equipamento.

Outro fator que impacta no desempenho de um PC é a quantidade de aplicativos sendo executados em segundo plano no Windows. Desta forma, sempre que o sistema operacional é inicializado, uma série de softwares também começam a operar, o que impacta no tempo de inicialização e na performance do equipamento durante o uso.

publicidade

A solução para este problema é bem simples e pode ser feita em alguns minutos, acessando as configurações do sistema. Por isso, o Olhar Digital preparou um tutorial de como encerrar esses aplicativos em segundo plano de modo a otimizar e melhorar o desempenho do seu PC no dia a dia.

Veja, a seguir, como realizar a operação.

  • O primeiro passo é abrir o menu principal. Para isso, clique no ícone do Windows, na lateral inferior esquerda do computador. É possível, também, acessar o menu apertando a tecla correspondente no teclado.
Primeiro passo para desativar aplicativos em segundo plano
  • Na sequência, com o menu aberto, digite “aplicativos em segundo plano” na caixa de pesquisa do Windows. Na lista de funções, clique na correspondente, que te levará às configurações do sistema.
  • A tela aberta te mostrará quais programas estão ativos ou não, de acordo com o lado da chave. Se desejar encerrar todos os softwares em segundo plano de uma vez, basta trocar a chave no início da tela, em “permitir a execução de aplicativos em segundo plano”. Se não for o caso, selecione, na lista, quais devem ser desativados.

Pronto, a operação está feita. Entretanto, é importante destacar que todos os aplicativos em segundo plano podem ser desativados, mas isso implica em deixar de receber notificações de apps de e-mail, redes sociais ou de mensagens. Caso você queira continuar recebendo informações deles, basta deixá-los ativados na lista.

Isso também serve para a atualização automática dos programas. Então, necessariamente, toda vez que uma nova configuração estiver disponível, o usuário precisará abrir o software para realizar a atualização.

publicidade

Fonte: Xataca Windows