EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O início da campanha de vacinação contra o coronavírus na Alemanha, ocorrida no último domingo (27) fez com que a alegria dos alemães chegasse até o céu — literalmente. Isso porque um jovem piloto de aeronaves traçou uma “seringa gigante” nos ares, pouco antes do Natal, para celebrar a chegada da vacina no país.

Para isso, o piloto alemão Samy Kramer, de 20 anos, planejou cuidadosamente a rota necessária para criar o efeito no céu de Baden-Wuerttemberg, localizado no sudoeste da Alemanha.

publicidade

A bordo de um Diamond DA-20 Katana, Kramer teve de realizar diversas curvas de 90 graus durante seu voo — que durou cerca de uma hora e quartena minutos — no último dia 23.

O resultado? O trajeto do piloto de 280 quilômetros foi capaz de formar uma seringa gigante, em alusão à vacina contra o coronavírus.

“Eu queria dar às pessoas o que pensar para o dia em que a vacina fosse disponibilizada”, afirmou Kramer à AFP no último domingo (27).

publicidade
Seringa de vacinação
Moradores de casa de repouso terão prioridade na vacinação da Alemanha. Foto: Triggermouse/Pixabay

A Alemanha iniciou sua campanha de vacinação contra o coronavírus no último dia 27. No entanto, as primeiras doses foram aplicadas no dia anterior, tornando um senhor de 101 anos, residente de uma casa de repouso, como a primeira pessoa vacinada no país.

No total, o país receberá cerca de 1,3 milhão de vacinas até o final deste ano e mais 13 milhões de doses do imunizante até o final de março de 2021.

Segundo pesquisa realizada pelo YouGov para a agência de notícias alemã DPA, cerca de 65% dos alemães disseram estar preparados para serem vacinados.

Nova variante preocupa

O início da vacinação na Alemanha tem início um dia após a imprensa local divulgar que a nova variante do coronavírus foi observada no país desde novembro.

A rápida disseminação da variante B1.1.7 — que assola o Reino Unido — preocupa os países da Europa e adaptações em vacinas são estudadas para melhor eficácia contra a nova cepa do Sars-CoV-2.

Fonte: Science Alert