EnglishPortugueseSpanish

Receber um grande fluxo de novos usuários pode parecer maravilhoso para um aplicativo, mas às vezes também pode representar alguns problemas. É o que está acontecendo com o Signal, que ficou instável após “roubar” milhões de usuários insatisfeitos com a nova política de privacidade do WhatsApp.

A instabilidade foi confirmada no perfil da plataforma no Twitter. “O Signal está passando por dificuldades técnicas. Estamos trabalhando duro para restaurar o serviço o mais rapidamente possível”, tuitou a empresa.

publicidade

“Estamos adicionando novos servidores e capacidade extra em velocidade recorde todos os dias dessa semana sem parar, mas hoje nossas projeções mais otimistas foram ultrapassadas. Milhões e milhões de novos usuários estão passando a mensagem de que a privacidade importa. Agradecemos a paciência”, complementou em um tuíte subsequente.

Segundo dados do site DownDetector, os registros de que o Signal ficou instável tiveram início por volta do meio-dia desta sexta-feira (15), com pico de mais de duas mil reclamações às 13h11. Problemas na conexão com o servidor foram os mais reportados, tomando 75% dos casos.

Problemas com o Signal começaram a ser registrados por volta do meio dia. Crédito: Down Detector/Reprodução

Enxurrada de downloads

Somente na última segunda-feira (11), o Signal recebeu cerca de 1,3 milhão de novos usuários. Até então, o aplicativo tinha uma média de 50 mil downloads por dia, de acordo com estimativas do Apptopia. A maior parte veio de fora dos Estados Unidos, com o app figurando como o mais baixado em 70 países na App Store e em 45 países na Google Play.

O fluxo, que também atingiu o Telegram, se deve principalmente ao anúncio que os usuários do WhatsApp têm até o dia 8 de fevereiro para aceitar novos termos de uso que permitem o compartilhamento de dados do mensageiro com o Facebook, Instagram e Messenger, além de seus parceiros comerciais, para fins de publicidade.