Se você sempre sonhou chegar “bem pertinho” de um foguete, essa é uma boa oportunidade: o fotógrafo Trevor Mahlmann, que cobre o lançamento de foguetes para o site de tecnologia Ars Technica, está oferecendo em seu site um panorama de 425 Megapixels da Starship SN9, mais recente protótipo da espaçonave que a SpaceX pretende usar para um dia colonizar Marte.

A foto, com resolução de 33.597 x 12.651 pixels, foi feita na última quarta-feira (27) durante os preparativos para o primeiro voo de testes da SN9, que deve acontecer em breve. O nível de detalhes é tanto que é possível ver cabos, marcas de solda, rebites e mensagens escritas à mão pela equipe que montou o foguete, identificando as peças.

publicidade

A imagem chamou a atenção de Elon Musk, CEO da SpaceX, que afirmou que “grandes melhorias estéticas estão a caminho”.

Infelizmente, para baixar a imagem na resolução original é necessário ser membro do site do fotógrafo no Patreon, o que custa US$ 15 mensais. Também é possível comprar cópias impressas, em tamanhos que vão até 30 x 90 cm.

Starship SN9

A Starship SN9 está sendo preparada para um voo teste a 12,5 km de altitude, que pode acontecer ainda nesta segunda-feira (1). O protótipo é basicamente idêntico ao SN8, que em 10 de dezembro fez um voo “quase perfeito”: ele decolou, chegou à altitude desejada, realizou algumas manobras de teste, deu uma “cambalhota” em pleno ar e manobrou até o local de pouso, como planejado.

O único “detalhe” foi que ele explodiu no momento do pouso. A causa foi uma falha de pressurização em um dos tanques de combustível, que reduziu a potência dos foguetes que desaceleram a espaçonave antes que ela toque no solo.

Quase ao lado da SN9, a SpaceX está completando a montagem e testes de outro protótipo, o SN10. Novamente, o design é quase idêntico ao SN8. Grandes mudanças só são esperadas para o protótipo SN15.

A Starship é atualmente a prioridade máxima da SpaceX e seu fundador e CEO, Elon Musk, está “altamente confiante” que sua empresa irá usá-la para levar pessoas a Marte em 2026 ou até antes.

“Em 2024, se tivermos sorte”, completou o empresário, em entrevista durante o Axel Springer Award. Musk ainda expressou seu desejo de realizar uma viagem interplanetária e morrer em Marte. “Só não no impacto”, brincou.