EnglishPortugueseSpanish

Em fevereiro de 2015,o The Wall Street Journal divulgou uma reportagem afirmando que a Nintendo estaria trabalhando para a produção de um live-action da franquia “Legend of Zelda” em parceria com a Netflix, que até hoje não foi lançada e provavelmente nem será. Segundo o comediante Adam Conover, um vazamento de um funcionário da Netflix fez com que a Nintendo “pulasse fora” do projeto.

A revelação foi feita em uma entrevista ao canal do YouTube The Serf Times no último dia 1°. Durante a conversa, Conover contou sobre seus tempos no College Humor e revelou os bastidores por trás do filme cancelado de “Zelda“.

publicidade

Basicamente, o College Humor faria uma esquete animada de claymation combinando personagens de “Zelda”, a raposa de “Star Fox” e “Fantastic Mr. Fox”. O projeto estava seguindo normalmente e até o criador de “Zelda”, Shigeru Miyamoto, foi ao escritório do grupo humorístico para conversar sobre os detalhes.

Cerca de um mês após a reunião, Conover foi especular o andamento do projeto com seu chefe, que logo tratou de dar a notícia ruim.

“Alguém na Netflix vazou a ‘coisa’ do ‘Legend of Zelda’. Eles não deveriam falar sobre isso. A Nintendo enlouqueceu e desligaram tudo. Eles desligaram o programa inteiro para adaptar essas coisas”, afirmou Conover durante a entrevista.

Entrevista de Adam Conover
Em entrevista para um canal do YouTube, Adam Conover revelou vazamento que pôs fim ao projeto da live-action de “Zelda”. Foto: YouTube/Reprodução

Nova produção de “Zelda” é improvável

Como muito tempo se passou desde fevereiro de 2015, os nintendistas aceitaram o fato de a obra não ter sido materializada e desistiram de esperar. Mas a revelação explicitando que o projeto era real, certamente machucará os corações dos fãs de “Zelda”.

A Nintendo é conhecida por não “emprestar” tão facilmente suas franquias para terceiros. Por esse motivo, o vazamento do funcionário da Netflix praticamente enterrou a ideia de produzir a live-action de “Zelda”. Segundo Conover, a desenvolvedora e publicadora de jogos ficou ainda mais acuada após o acontecimento.

Se fosse lançada em 2021, a obra seria um grande presente aos fãs, já que a franquia “Zelda” comemora seu 35° aniversário neste ano. Claro que a esperança é a última que morre, mas neste caso, é quase improvável uma retomada do projeto pela Nintendo – pelo menos com a Netflix.

Via: Engadget