EnglishPortugueseSpanish

A família Moto G9 chegou ao mercado há menos de seis meses (em setembro passado, para ser exato), mas parece que a Motorola tem pressa. Segundo o informante @Sudhanshu no Twitter, a empresa já trabalha em um Moto G10 e, aparentemente, numa reformulação completa da nomenclatura da linha.

Desde o quarto modelo, de 2016, que as gerações da linha são nomeadas sequencialmente. Então tivemos o G4, G5, G6… até a atual família G9. Naturalmente, o próximo modelo seria o Moto G10, informação confirmada por @Sudhanshu.

publicidade
Moto G9 Power. Imagem: Motorola

Mas segundo ele a linha incluirá também um “Moto G30” e “Moto G100”, algo que destoa completamente do esquema atual. O site TechRadar especula que o G100 pode ser uma versão “turbinada” do G10 (em vez de um Moto G10 Plus).

Outra possibilidade é que ele seja um aparelho com processador Qualcomm Snapdragon da série 800, como o novo Snadragon 888, algo no qual a Motorola já confirmou estar trabalhando.

O processador é o atual carro-chefe da Qualcomm e um dos chips mais poderosos do mercado, o que justificaria o uso do nome Moto G100 sobre o Moto G10.

publicidade

Novos Moto E também

A linha Moto E de smartphones de entrada também será atualizada. Segundo @Sudhanshu, a Motorola prepara um Moto e6i, Moto e7 Power e Moto e7i Power. Vale lembrar que o Moto e7 foi lançado no Brasil em novembro passado.

O smartphone possui câmera dupla de 48 megapixels, bateria de 4.000 mAh e ficha técnica intermediária, com processador MediaTek. Além disso, conta com um sensor de impressões digitais posicionado na traseira, próximo ao módulo de câmera dupla.

Moto E7. Imagem: Motorola

Na parte frontal, o display HD+ de 6,5 polegadas conta com um entalhe (notch) em formato de gota. A câmera tem 5 megapixels e vem com suporte ao Modo Retrato. O smartphone chega ao mercado apenas em uma versão, com memória RAM de 2 GB e armazenamento de 32 GB, expansível via cartão de memória microSD. No Brasil o Moto e7 tem preço sugerido de R$ 1.199,00.

 Fonte: TechRadar