EnglishPortugueseSpanish

‘Genshin Impact’ é um projeto caro. Quão caro? De acordo com o estúdio miHoYo, criador do jogo, o suporte continuado e manutenção do jogo lançado em setembro de 2020 já custa à empresa cerca de US$ 200 milhões (R$ 1,084 bilhão na conversão direta) anuais. Para fins de comparação, o orçamento determinado para o desenvolvimento e lançamento do game foi de US$ 100 milhões (R$ 542,44 milhões).

Se você é um fã e está preocupado que este custo tenha um impacto negativo em ‘Genshin Impact’, ficar sossegado: não bastassem as constantes atualizações, somente nos primeiros dois meses de lançamento, o estúdio miHoYo conseguiu um faturamento de US$ 400 milhões (R$ 2,16 bilhões) com o jogo. Apenas no iOS, a empresa consegue valores mensais na casa dos US$ 30 milhões (R$ 162,71 milhões).

publicidade

Os ganhos têm se convertido em aprimoramentos internos. Em uma entrevista concedida ao portal chinês 16P, o estúdio miHoYo dobrou seu pessoal desde 2014, atingindo, em 2020, um total de 2,4 mil funcionários – 700 deles dedicados exclusivamente a ‘Genshin Impact’. A empresa agora tem anseios de expandir para o mercado ocidental, com a construção de um laboratório de pesquisa e desenvolvimento nos Estados Unidos – este, ainda sem previsão.

Isso tudo para, nas palavras da empresa, “criar um mundo virtual no qual um bilhão de pessoas teriam vontade de viver” até 2030.

Imagem do jogo Genshin Impact, mostrando quatro lutadores humanos prestes a enfrentar um enorme dragão voador azul
“Genshin Impact” pode ser o projeto mais caro do estúdio miHoYo, mas empresa tem um plano de longo prazo para sua manutenção e atualização. Imagem: miHoYo/Divulgação

Ambientado no mundo fictício de Teyvat, ‘Genshin Impact’ coloca você na pele do “Viajante” (“Traveler”), uma pessoa separada de seu irmão gêmeo e preso neste universo composto de sete nações: Mondstadt, Liyue, Inazuma, Sumeru, Fontaine, Natlan e Snezhnaya, além da terra conhecida como “Celestia”, uma ilha flutuante que supostamente é o lar dos deuses e mortais venerados por feitos heroicos.

O jogo é segue o gênero de “aventura em terceira pessoa”, porém recheado de mecânicas “gacha” – nome japonês atribuído a máquinas virtuais de caça-presentes (pense no jogo da garra e nos bichinhos de pelúcia em qualquer shopping – mesmo conceito, só que virtual) – que são responsáveis pelo faturamento favorável de ‘Genshin Impact’: algumas dessas mecânicas são pagas com dinheiro real.

O título conta com versões para PC (Windows), PlayStation 4, Nintendo Switch e smartphones iOS e Android. Rumores indicam uma listagem para o PlayStation 5, mas isso ainda não foi confirmado.

Fonte: Destructoid / Sensor Tower