EnglishPortugueseSpanish

O Twitter tem metas ambiciosas para os próximos dois anos. Nesta quinta-feira (25), a rede social anunciou que prevê um crescimento de mais que o dobro em receita, passando de US$ 3,7 bilhões em 2020 para, no mínimo, US$ 7,5 bilhões até o fim de 2023.

Além disso, a empresa quer ampliar sua base de usuários ativos diários (mDAUs, na sigla em inglês): a meta é somar, pelo menos, 315 milhões de usuários.

publicidade

Isso significa um crescimento a uma taxa anual composta de 20% contando a partir do último trimestre de 2019, quando a empresa registrou 152 milhões de mDAUs.

Twitter apresentou resultados e metas para investidores

Planos de crescimento

O plano do Twitter engloba entregar novos recursos à rede social e “dobrar a velocidade de desenvolvimento até o fim de 2023”, disseram executivos da empresa.

A movimentação faz sentido: ao dobrar os recursos, a empresa impacta diretamente o número de mDAUs e receita – as métricas estão diretamente relacionadas.

Twitter
A cada ano, a rede social traça metas para permanecer relevante no mercado.
Crédito: Mizter_X94/pixabay.com

Nesse sentido, a empresa tem lançado algumas novas funcionalidades que contribuem com o posicionamento.

No ano passado, por exemplo, a rede social lançou o Fleets, uma espécie de concorrente do Stories, com publicações que somem em 24 horas.

Logo depois, a empresa também anunciou planos de desenvolver um recurso para concorrer diretamente com a Club House: salas de chat por voz.

Os números parecem já ter agradado o mercado. As ações da empresa registraram crescimento de mais de 8% durante esta quinta-feira (25) – e continuam subindo.

Via: TechCrunch