O número de ouvintes de podcasts no Spotify deve ultrapassar, ainda este ano, os que usam o aplicativo nativo da Apple nos Estados Unidos. Essa, pelo menos, é a previsão dos analistas do eMarketer, que esperam 28,2 milhões de usuários por mês na plataforma de streaming de música, contra 28 milhões no app da maçã.

Essa vantagem deve aumentar em dois anos. Até 2022, o Spotify pode chegar a 33,1 milhões de ouvintes, também nos EUA, contra um crescimento de apenas meio milhão do concorrente no mesmo tempo. Para o ano seguinte, 2023, prevê-se 37,5 milhões de usuários na empresa sueca e um acréscimo de apenas 300 mil da Apple.

publicidade

Além da expansão do Spotify, outro fator interfere no abismo previsto. Desde que começou a mensurar o cenário, em 2018, o eMarketer percebeu uma queda da Apple. Naquele ano, a empresa da maçã tinha 34% do mercado, percentual que deve cair para 23,8% em 2021.

Apple Podcasts
A Apple planeja um serviço de assinatura. Imagem: Primakov/Shutterstock

Os analistas observam que o problema da Apple é a divisão de aplicativos. Enquanto no Spotify e outros serviços de streaming músicas e podcasts estão disponíveis no mesmo lugar, usuários de iOS precisam de dois apps, um para cada função.

Em entrevista ao Tech Crunch, o analista Peter Vahle destacou que ter os dois produtos em um só lugar tornou o Spotify conveniente. Enquanto a Apple era o destino mais prático, os investimentos do concorrente e inovações no conteúdo e tecnologia fizeram os usuários abandoná-la.

“Os investimentos do Spotify deram poder aos criadores de podcasts e anunciantes através de suas propriedades de hospedagem, criação e monetização”, emendou Vahle. Agora, os investidores do Spotify esperam o retorno multimilionário com as apostas em podcasts, suportado por mais usuários pagantes e outras fontes de renda.

Para correr atrás do prejuízo, a Apple planeja um serviço de assinatura de podcasts: além de ouvir os programas, o assinante também pode ter outros serviços, como espaço de armazenamento na nuvem, streaming de TV e jogos. Correndo por fora, a Amazon também quer entrar na briga. A companhia comprou a Wondery, grupo voltado a podcasts.

Mercado

Os ouvintes de podcasts nos Estados Unidos devem chegar a 117,8 milhões por mês, em 2021. Esses usuários serão mais da metade das pessoas que consomem áudios de maneira digital. O número total de pessoas previsto pelo eMarketer representa um aumento de 10,1%, em comparação anual.

Via: Tech Crunch