De maio até dezembro de 2020, a fábrica da Tesla em Fremont, Califórnia, teve cerca de 450 casos de Covid-19. Os dados divulgados pelo site jurídico PlainSite apontam que o número de casos aumentou no local desde que a companhia decidiu realizar sua abertura. No total, a fábrica possui cerca de 10 mil trabalhadores.

O documento com o registro dos casos foi obtido após decisão judicial favorável. Já em maio, no mês de reabertura, a fábrica teria registrado cerca de 10 relatórios de novos casos. Inicialmente, a fábrica foi fechada em 23 de março depois que as autoridades de saúde pública do condado de Alameda decidiram pelo fechamento de negócios não essenciais.

publicidade

Na época, o CEO da Tesla, Elon Musk, decidiu pela reabertura e desafiou as autoridades a prendê-lo, além de afirmar que estaria no chão de fábrica com os trabalhadores. No acordo de reabertura, a Tesla foi obrigada a relatar os casos positivos de Covid-19 ao departamento de saúde.

“A Tesla está reiniciando a produção hoje contra as regras do condado de Alameda. Estarei na linha [de produção] com todos os outros. Se alguém for preso, peço que seja só eu”, escreveu Musk em sua conta no Twitter.

Funcionários da Tesla preocupados

Em junho, o The Washington Post relatou que o departamento de saúde local havia informado que não havia casos conhecidos de novas infecções em locais de trabalho no condado. De acordo com os dados, a fábrica registrou 19 casos em junho e outros 58 casos no mês seguinte.

Em entrevista ao The Verge, funcionários da planta, que se mantiveram anônimos, mostraram preocupação com a reabertura. “A essa altura, ou alimentamos nossas famílias ou passamos fome”, disse um funcionário da fábrica. Outra funcionária informou que, “embora eu ame meu trabalho, não estou disposta a arriscar minha saúde por ele”.

Homem protesta em frente fábrica da Tesla em ato de solidariedade a funcionários da empresa durante pandemia de Covid-19.
Em junho de 2020, protestante em frente fábrica da Tesla pede transparência sobre casos de infecções por Covid-19 nas instalações. Imagem: Sheila Fitzgerald/Shutterstock

O CEO da Tesla não tem demonstrado a mesma preocupação e já subestimou a pandemia. No mês de março, ele disse: “Com base nas tendências atuais, provavelmente [chegaremos] perto de zero novos casos [de Covid-19] nos EUA também até o final de abril”.

De acordo com dados do painel do Google, os EUA já registram mais de 29 milhões de casos da doença e mais de 533 mil mortes. O país, que começou a vacinar seus cidadãos em dezembro, espera vacinar todos os adultos a partir do dia 1º de maio, como anunciou o presidente Joe Biden nesta semana.

Via: The Washington Post, The Verge, G1