Apesar de rumores de que está estudando a venda das linhas P e Mate de smartphones, assim como fez com a linha Honor, a Huawei continua trabalhando no desenvolvimento de uma nova geração de aparelhos. Prova disso são imagens do Huawei P50 publicadas pelo informante Steve Hemmerstoffer, mais conhecido como @OnLeaks, que já “vazou” aparelhos de diversas marcas.

As imagens são “renders”, ou seja, ilustrações realistas baseadas em rumores e especificações dos aparelhos. Elas mostram um smartphone com uma tela plana de 6,3 polegadas, com um buraco centralizado no topo para abrigar a câmera frontal.

publicidade
Huawei P50
Huawei P50. Imagem: @OnLeaks

A traseira é de vidro, e as bordas são de metal. Algo que chama a atenção é o imenso módulo de câmera no formato de “pílula”, como no P50 Pro, que segundo Hemmerstoffer abriga um sensor de 1″ da Sony, o IMX800. Sensores grandes podem abrigar pixels maiores, que captam mais luz e produzem imagens melhores sob pouca luz e com menos ruído no geral.

Segundo o informante, o Huawei P50 mede 15,6 x 7,4 cm, com 8,3mm de espessura no geral ou 10,6mm contando o módulo de câmera. Bem maior que o atual P40, que mede 14,8 x 7,1 cm e tem 8,5 mm de espessura.

Leia mais:

Um dos motivos para que a Huawei considere a venda das linhas P e Mate é o bloqueio na cadeia de suprimentos imposto à empresa pelo governo norte-americano desde maio de 2019. Fornecedores norte-americanos de software (como o Google) e hardware (como a Qualcomm) estão proibidos de fazer negócios com a fabricante chinesa.

A Huawei estaria negociando a venda das duas marcas por não ver sinais de que o novo presidente americano, Joe Biden, faça alguma alteração com relação a essa política. É o mesmo motivo que levou a Huawei a vender de sua submarca de smartphones mais intermediários, a Honor, em novembro de 2020.

Segundo a empresa de pesquisa de mercado Counterpoint, as marcas P e Mate representaram aproximadamente 40% das vendas da Huawei no último trimestre de 2020. 

Um relatório do Gartner Group deixa claro o impacto que as sanções impostas pelos EUA estão tendo na empresa: ela teve uma queda de mais de 41% no número de aparelhos vendidos no quarto trimestre de 2020 em relação a 2019 (de 58,3 para 34,3 milhões) e caiu da terceira para a quinta posição no ranking global de fabricantes, com 8,9% do mercado.

Fonte: OnLeaks