EnglishPortugueseSpanish

Astrônomos amadores brasileiros registraram a passagem do asteroide 2001 FO32 em sua máxima aproximação com a Terra na madrugada do último domingo (21).

As imagens foram feitas com diferentes telescópios e câmeras, mostram o asteroide se movendo rapidamente em frente ao fundo de estrelas.

publicidade

No momento da máxima aproximação, o asteroide de cerca de 550m estava a 2 milhões de quilômetros da Terra e se movia a uma velocidade de 124 mil quilômetros por hora. Apesar de ser classificado como asteroide potencialmente perigoso, ele não apresenta qualquer risco de impacto com a Terra para os próximos séculos.

A maioria dos vídeos foi feito a partir de uma sequência de fotografias de longa exposição utilizando uma câmera acoplada a um telescópio com motorização para acompanhar o movimento aparente dos astros no céu.

Assista:

Por isso, as estrelas parecem não sair do lugar e o asteroide 2001 FO32 aparece como um traço devido ao seu rápido movimento no céu. Já no Observatório SONEAR, em MG, o telescópio foi programado para seguir o movimento do asteroide, por isso ele aparece bem pontual no centro da imagem enquanto as estrelas aparecem como traços.

Por fim, em João Pessoa, as imagens mostram uma visão incomum para um asteroide: ele foi filmado com uma câmera de alta sensibilidade. Esse vídeo representa aproximadamente a mesma visão que um observador teria se estivesse olhando pela ocular do telescópio.

Embora não ofereça risco para a Terra, a observação desse asteroide fez parte das ações do Asteroid Day, um movimento global que alerta para a importância de aprofundarmos nosso conhecimento a respeito dessas rochas espaciais que cercam nossa vizinhança e que, um dia, podem impactar com a Terra. O Asteroid Day é celebrado anualmente em 30 de junho, dia em que são realizadas palestras e atividades com essa temática em todo o mundo.

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!