Já há algum tempo circulam rumores de que a LG Electronics Inc. (LG) estaria se preparando para deixar o mercado de smartphones, reforçados por um artigo recente no jornal sul-coreano DongA Ilbo que afirma que negociações para venda da operação para o Grupo Volkswagen (Alemanha) e Vingroup JSC (Vietnã) fracassaram.

Mas segundo um informante conhecido como Tron, que já divulgou informações confiáveis sobre a LG no passado, uma decisão deve ser anunciada oficialmente pela empresa já na próxima segunda-feira.

publicidade

Em dezembro de 2020 a divisão de smartphones da LG registrou seu 22º trimestre consecutivo de prejuízo. Em janeiro deste ano, um representante da empresa declarou ao jornal Korea Herald que “como a competição no mercado global está ficando mais acirrada, é hora da LG fazer um julgamento frio e a melhor escolha”.

Leia mais:

“A empresa está considerando todas as medidas possíveis, incluindo venda, retirada ou redução do tamanho do negócio de smartphones”, completou, segundo a publicação.

Na mesma época o CEO da LG Electronics Inc., Kwon Bong-seok, teria dito que “independente de qualquer mudança no rumo da operação de negócios de smartphones, os empregos serão mantidos, então não há necessidade de se preocupar”.

No terceiro trimestre de 2020 a LG Electronics Inc. vendeu 6,5 milhões de smartphones, contra 7,2 milhões no mesmo período de 2019, de acordo com dados da Counterpoint. Segundo a StatCounter, sua participação no mercado caiu de 2% para 1,7% no mesmo período.

Tron afirma que os 4.000 funcionários da divisão de smartphones da LG serão movidos para outros setores da empresa, que começou a fabricar celulares no final da década de 90 e smartphones em 2010.

O informante também especula sobre o futuro das atualizações de software para os aparelhos da LG. Embora a empresa tenha indicado que continuaria com o desenvolvimento mesmo que saísse do mercado, Tron acredita que é “improvável” que isso aconteça, o que deixaria aparelhos recém-lançados, como o Wing, “órfãos”. 

Fonte: TechRadar