Relatos de diversos usuários indicam problemas com o Microsoft Teams nesta quinta-feira (1º). As reclamações voltaram a acontecer em diversos grupos e fóruns da Internet, a exemplo do que já tinha ocorrido no mês de março.

O problema mais reportado diz respeito à falha de conexão com o servidor. Outros usuários reclamam de problemas para fazer login e até mesmo para entrar no site. As instabilidades começaram a ocorrer por volta das 16h e ainda estão sendo reportadas pelos usuários, que também encontram dificuldades no Outlook, no Xbox Live e em outros serviços online da Microsoft.

publicidade
Reclamações sobre o Microsoft Teams. Créditos: Downdetector
Reclamações sobre o Microsoft Teams. Créditos: Downdetector

O Microsoft Teams é uma plataforma de colaboração online que permite aos usuários conversar, fazer reuniões e compartilhar anotações e anexos e faz parte do Office 365.

O pico de instabilidade foi às 18h50. No Twitter, a empresa afirma que “está investigando uma possível falha em DNS”. O site da marca, que informa em tempo real o status dos serviços, também foi afetado. O sistema de DNS redireciona endereços de IP de servidores para nomes de domínio. A falha nos servidores responsáveis pelos serviços gera problemas de mapeamento e redirecionamento desses sites. Os domínios geralmente estão no ar, mas não podem ser acessados por quem não conhece seu IP numérico.

Microsoft Teams vai permitir responder mensagens específicas em grupos no desktop
Em 2020, a plataforma ganhou 12 milhões de usuários em uma semana.
Créditos: Divulgação Microsoft

O Teams se tornou um dos principais programas de comunicação entre empresas e funcionários no começo da pandemia da Covid-19, em 2020, quando ganhou 12 milhões de usuários em uma única semana.

Em março deste ano, além do Team, usuários do Azure Active Directory também tiveram dificuldade. Igualmente, os códigos pré-pagos do Xbox, da Microsoft, também foram paralisados.

Cabe destacar que a última paralisação dos serviços do pacote Microsoft 365 havia ocorrido em setembro de 2020, quando o Office 365 e o Outlook apresentaram instabilidade. À época, a empresa se justificou da mesma forma, atribuindo as falhas a mudanças de configuração.

Fonte: Downdetector