EnglishPortugueseSpanish

A empresa norte-americana de segurança da informação, BackChannel, identificou um vazamento em massa de fotos e vídeos eróticos de quase 280 criadores de conteúdo do OnlyFans por meio de uma pasta compartilhada no Google Drive.

O compartilhamento de mídias do OnlyFans não é nenhuma novidade, já que muitos usuários fazem cópias e distribuem as fotos e vídeos dos perfis que assinam. Porém, de acordo com Aaron DeVera, fundador da BackChannel, o caso se trata de um vazamento em massa que reúne 279 criadores da plataforma.

publicidade
Postagem no fórum compartilhando a pasta de conteúdos vazados.
Postagem no fórum compartilhando a pasta de conteúdos vazados.
Imagem: BleepingComputer

DeVera, que faz parte da Força-Tarefa de Abuso Sexual Cibernético de Nova York, nos Estados Unidos, afirma ainda que os conteúdos devem ter sido roubados em outubro de 2020 por um grupo de pessoas. Ele ainda afirmou que a pasta de um único criador vazado possui mais de 10 GB de vídeos e fotos.

“O OnlyFans possui um controle um tanto fraco em torno de seu conteúdo. Há uma abundância de bots e scrapers que um assinante legítimo pode usar”, disse DeVera, que criticou a empresa por não se preocupar com os conteúdos produzidos para sua plataforma.

Leia também!

A BackChannel informou que está investigando o vazamento em massa e está tentando entrar em contato com a Faculdade da Cidade de São Francisco, nos EUA. Segundo o apurado, foi deste local que os arquivos roubados foram upados no Google Drive.

Pasta do Google Drive onde os conteúdos foram vazados.
Pasta do Google Drive onde os conteúdos foram vazados. Imagem: BleepingComputer

A empresa de segurança da informação entrou em contato com o Google para derrubar o link dos arquivos vazados, mas não obteve resposta. Além disso, a companhia criou uma ferramenta para que os criadores de conteúdo do OnlyFans possam checar se tiveram suas mídias vazadas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!