A vacinação em massa da população de Serrana, no interior de São Paulo, foi concluída. De acordo com os dados do Instituto Butantan, mais de 27 mil pessoas receberam as duas doses de CoronaVac. Número equivale a 97,9% dos moradores da cidade.

O município foi o escolhido para a realização do Projeto S, que visa avaliar a eficiência da vacina CoronaVac no mundo real. O Butantan pretende determinar se o imunizante é capaz de diminuir a transmissão da Covid-19. Até o momento, a vacina consegue evitar casos mais graves, mas sem extinguir a circulação do vírus.

publicidade

O diretor médico de pesquisa do instituto, Ricardo Palacios, pede “calma e paciência” com os resultados que sairão em maio, período em que os voluntários imunizados de Serrana já estarão com anticorpos. Palacios acrescentou, ainda, que é preciso esperar um certo tempo até ser possível medir a eficácia da vacinação na população.

Saiba como funcionou a vacinação em Serrana

Em fevereiro, os pesquisadores do Butantan começaram a vacinar toda a população do município de Serrana, no interior de São Paulo, para analisar os efeitos práticos da vacinação em uma comunidade.

Leia também: 

Mais do que os índices de proteção ao indivíduo que se vacina, o estudo pretende analisar o resultado em uma escala municipal, permitindo acompanhar se a distribuição da CoronaVac tem impacto claro na transmissibilidade do vírus, na pressão sobre o sistema de saúde de Serrana e até mesmo se há um efeito claro na retomada da economia da região.

Para saber mais, acesse a reportagem do Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!