EnglishPortugueseSpanish

Suspensa desde o dia 7 de abril, a produção da CoronaVac foi retomada pelo Instituto Butantan na noite da última terça-feira (20) com o envase de mais de 5 milhões de doses da vacina.

A retomada só foi possível após a chegada de 3 mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) vindos da China na última segunda-feira (19). Prevista para o final de março, a matéria-prima atrasou 20 dias, o que fez o Instituto suspender a produção.

publicidade
Coronavac
Créditos: rafapress/Shutterstock

Com a chegada dos novos insumos, o Butantan informou ao Ministério da Saúde que entregará as doses da CoronaVac até o dia 10 de maio, somando 46 milhões de doses entregues no total. Esse tempo de espera de quase um mês se deve ao processo de envase e rotulagem, que leva cerca de duas semanas.

Um segundo lote com mais 3 mil litros do IFA ainda é esperado pelo Butantan até o final de abril. Por enquanto, não há uma data definida para sua chegada.

Butantan entregou mais 1 milhão de doses da CoronaVac

Mais 1 milhão de doses da CoronaVac vão ser distribuídas para os brasileiros. O Butantan anunciou na última quarta-feira (14) que entregou as doses da vacina para o governo federal, que realiza a imunização pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Leia mais:

No total, o laboratório já entregou 40 milhões de unidades do produto para o Ministério da Saúde. Isso corresponde a 80% do total prometido pelo Butantan até o final de abril, que prevê 46 milhões de doses da CoronaVac. Um segundo contrato, válido até o fim de setembro, estabelece mais 54 milhões de vacinas.

Via: G1

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!