EnglishPortugueseSpanish

A Hyundai decidiu parar a produção de massa do Kona, seu primeiro SUV elétrico, na Coreia do Sul. A decisão foi tomada após uma série de problemas nas baterias dos carros que causaram uma série de incêndios, o que motivou um grande recall no país e em outros mercados. 

Agora, a montadora deve focar seus esforços no Ioniq 5 e outros modelos que serão anunciados depois dele. Apesar do fim da produção e comercialização na Coreia, o carro seguirá sendo vendido nos Estados Unidos

publicidade

O Kona foi alvo de mais de uma dúzia de relatos de incêndios em suas baterias entre 2019 e fevereiro de 2021, quando a Hyundai decidiu investir quase US$ 1 bilhão (R$5,45 bilhões) para recolher mais de 76 mil veículos. Após o recall, as vendas do Kona caíram bastante e alguns proprietários afirmaram que o processo de substituição foi bastante bagunçado. 

Outros mercados

Nos Estados Unidos, a Hyundai iniciou o processo de recall em março e vem notificando os proprietários desde o início de abril. A empresa seguirá exportando o Kona para os EUA porque pouco antes do recall de fevereiro havia sido lançada uma versão atualizada do elétrico, outro pontos é o preço, que é bastante competitivo no mercado estadunidense. 

Leia também: 

“Certamente não há planos de descontinuar o Kona EV no mercado dos EUA. É um produto extremamente importante para a Hyundai nos Estados Unidos”, declarou um porta-voz da Hyundai ao portal The Verge. “Também estamos expandindo a disponibilidade para ainda mais estados conforme a adoção de veículos elétricos se torna mais difundida”, completou o representante. 

Com informações do The Verge 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!