O Rio de Janeiro pode ser o celeiro de uma nova variante da Covid-19. A cepa identificada como P.1.2 é uma mutação da linhagem P1, que surgiu em Manaus. As informações são da Secretaria Estadual de Saúde.

“A nova variante foi encontrada principalmente na Região Norte, mas também em amostras nas regiões Metropolitana, Centro e Baixada Litorânea. A partir deste resultado, o monitoramento segue aprofundando os efeitos que poderão ser apresentados, ou seja, o comportamento epidemiológico da variante. Até o momento, não se pode avaliar se é mais transmissível e/ou letal”, afirmou a subsecretária de Vigilância em Saúde da SES e idealizadora da pesquisa, Cláudia Mello.

publicidade

A nova variante da Covid-19 foi descoberta durante uma investigação para identificar quais linhagens do vírus mais circulam no estado. A P1 se mantém em quase todas as regiões e a P2 na zona norte e na baixada. Foram investigadas 376 amostras, de 57 municípios, selecionadas a partir de genomas enviados ao Laboratório Central Noel Nutels (Lacen/RJ), entre os dias 24 de março e 16 de abril.

Leia mais:

“O sequenciamento é muito importante para verificar a incidência das novas cepas na população fluminense, e desta forma, antecipar possíveis cenários, a fim de minimizar os efeitos da pandemia em nosso estado” explicou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

O estudo é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). As próximas etapas devem tentar descobrir se a nova variante da Covid-19 é mais letal ou mais infecciosa que as outras.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!