Uma parceria entre a Eve Urban Mobility Solutions Inc., companhia da Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (Embraer), e a Halo visa desenvolver 200 unidades do eVTOL (veículo elétrico de pouco e decolagem vertical) com entrega prevista para 2026.

A parceria entre as empresas foi anunciada nesta terça-feira (1) para desenvolver produtos e serviços de mobilidade aérea urbana.

publicidade

“Acreditamos que a Eve está projetando uma aeronave que está bem preparada para a certificação inicial e, além disso, apresenta um histórico comprovado de produção”, afirmou o diretor do Directional Aviation, fundo de desenvolvimento que a Halo faz parte, Kenneth C. Ricci.

Galpão da Embraer
Embraer e Halo fecham acordo para desenvolver 200 veículos elétricos aéreos.
Imagem: Shutterstock

A Embraer informou que essa é uma das maiores encomendas da indústria de mobilidade aérea urbana e destacou que a Halo, empresa líder em operações de táxi aéreo de helicópteros nos EUA e Reino Unido, ajudará no posicionamento da Eve nesses mercados.

Ricci apontou que o excelente trabalho desenvolvido pela Embraer em “design, certificação e produção de aeronaves” elevam o nível do eVTOL e acarretam vantagens importantes à Eve.

“Estamos confiantes de que este relacionamento mutuamente benéfico terá um impacto positivo para muitos usuários futuros e permitirá que ambas as empresas cresçam seus negócios de forma exponencial”, disse o CEO da Eve, Andre Stein, ao destacar a importância da parceria.

O acordo entre as empresas pode tornar Londres ainda mais atrativa ao mercado de mobilidade aérea urbana, tendo em vista que a Eve realiza um trabalho no mercado do Reino Unido encabeçando um consórcio que busca soluções para problemas operacionais e regulatórios na viabilização das operações de eVTOL.

Leia também!

Embraer e FAB assinam memorando para desenvolvimento de veículo aéreo não tripulado

A Embraer e a Força Aérea Brasileira (FAB) assinaram há poucos dias um memorando de entendimento que estabelece a cooperação para estudo e avaliação das capacidades necessárias ao desenvolvimento e à criação de um veículo aéreo não tripulado de classe superior.

“É uma oportunidade ímpar para a Força Aérea Brasileira aprofundar seus estudos em tecnologias disruptivas que possam causar desequilíbrio no cenário atual e futuro”, frisou o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior. “Na guerra moderna, é imprescindível a utilização de plataformas aéreas não-tripuladas, operando isoladamente ou em conjunto com aeronaves tripuladas. Tal tecnologia permite reduzir custos e riscos, sem perder a eficácia no cumprimento das missões atribuídas à Aeronáutica”.

A cooperação no âmbito deste memorando de entendimento tem como objetivo o estudo conjunto das necessidades da FAB no contexto de suas missões, assim como o levantamento e a priorização dos elementos operacionais e logísticos relacionados ao desenvolvimento de uma plataforma aérea não tripulada de classe superior e múltiplas capacidades.

“Este estudo é de fundamental importância para a manutenção e a expansão das competências da Embraer no desenvolvimento de sistemas aéreos de defesa com alto teor tecnológico e grande complexidade de integração”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da divisão Embraer Defesa & Segurança, ainda afirmando que o maior desafio para o sistema aéreo será a integração e a operação de forma conjunta com outros sistemas e aeronaves, tripulados ou não-tripulados.

“É ainda uma oportunidade para o contínuo desenvolvimento de novas tecnologias e produtos para a FAB e o Ministério da Defesa, visando a ampliação da capacidade operacional e a garantia da soberania nacional”, conclui Schneider.

O desenvolvimento de um veículo aéreo não tripulado com tecnologia nacional entre Embraer e FAB oferece uma oportunidade relevante para a base industrial de defesa (BID) e suas empresas estratégicas, promovendo o seu desenvolvimento e fortalecendo conhecimentos para o atendimento das necessidades do País.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!