Beber um bom vinho durante as refeições ou no fim do dia é o capricho de muita gente, sem contar as pessoas que acham chique o hábito. É bem popular o conselho de que uma taça de vinho por dia faz bem à saúde, porém, poucos sabem é o que o real segredo da bebida está na uva.

Pensando em dar mais informações sob o hábito da população, a engenheira de alimentos da Campo Largo – marca de vinho – Gislaine Santana explicou quais são essas substâncias e também como elas beneficiam a saúde.

publicidade

1.Polifenóis

Os polifenóis são micronutrientes derivados presentes no vinho por conta da uva. “Essa substância é muito conhecida por proteger contra doenças crônicas, cardíacas e controlar os níveis de açúcar no sangue”, disse Santana.

2. Resveratrol

Aliado da pele, o resveratrol é um polifenol, substância presente nas sementes e cascas de uvas pretas. “Quanto mais intensa for a cor do vinho, maior a quantidade dessa substância”, contou. Além de que o micronutriente forma uma “película de proteção na pele, que combate os radicais livres, retardando o envelhecimento precoce”, pontuou a engenheira de alimentos.

3. Óxido nítrico

Os vinhos liberam óxido nítrico, que é muito bom para a digestão. O consumo da uva libera a substância e isso relaxa as paredes do estômago. “Uma taça de vinho antes ou após das refeições potencializa a absorção de nutrientes dos alimentos”, afirmou Santana.

4. Procianidina

O extrato da semente de uvas possui uma substância chamada procianidina e é aliada na prevenção do câncer. Segundo ela, alguns estudos relacionam a procianidina como algo que não só previne o câncer, como também diminui os efeitos colaterais da quimioterapia na saúde. “Essa substância possui propriedades antioxidantes que protegem as células, também presente na uva”, finalizou a especialista.

Garrafa de vinho que foi ao espaço pode ser vendida a US$ 1 milhão

A casa de leilões Christie’s na França vai leiloar uma garrafa de vinho Chateau Pétrus 2000 que tem uma qualidade única: Foi dar uma volta no espaço!

Leia também!

Ela foi uma das 12 garrafas enviadas para fora da Terra por pesquisadores que buscavam estudar o potencial da agricultura extraterrestre, retornando à Terra 14 meses depois da partida para a Estação Espacial Internacional De acordo com o diretor do departamento de bebidas da Christie’s, o conteúdo da garrafa voltou levemente alterado.

Para saber mais, acesse a reportagem no Olhar Digital.

Fonte: Terra

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!