O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta quarta-feira (2), no Diário Oficial da União, o edital com as datas de inscrição e pedidos de atendimento especial para pessoas com deficiência, gestantes, lactantes e pessoas que usam nome social, da edição de 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2021).

Tanto a versão impressa quanto a digital do exame serão aplicadas nas mesmas datas, 21 e 28 de novembro, e, segundo o Inep, os cadernos terão perguntas iguais para as duas alternativas de provas. Segundo especialistas ouvidos pelo portal G1, o prazo é bastante apertado e existe o risco de haver comprometimento na qualidade e na segurança da prova.

publicidade

Por conta disso, para que o cronograma seja cumprido, o Inep elencou uma série de medidas que serão tomadas para que a programação aconteça sem percalços. Entre elas estão a otimização e encurtamento dos processos de transporte e armazenamento das provas, com novas estratégias seguidas pelos Correios e a prorrogação do contrato com a gráfica responsável pela edição de 2020, dispensando a necessidade de uma nova licitação.

Taxa de inscrição e datas

A inscrição deverá ser feita através da página do participante entre os dias 30 de junho e 14 de julho. A taxa de inscrição será de R$ 85,00 para quem não pediu ou não conseguiu a isenção desse valor. Confira a seguir o cronograma completo da prova:

  • Inscrições: 30/6 a 14/7
  • Pagamento da inscrição: até 19/7
  • Pedido de atendimento especializado: 30/6 a 14/7
  • Pedido de tratamento pelo nome social: 19 a 23/7
  • Provas: 21 e 28/11

No momento da inscrição, o candidato deve escolher se prefere fazer a versão tradicional e impressa da prova ou a digital. No total, serão ofertadas 101.100 vagas para o Enem Digital, porém, é importante ressaltar que não existe a possibilidade de fazer a prova em casa e que a versão informatizada também é aplicada nos locais de prova.

Enem Digital

No Enem Digital, a prova não é aplicada em casa, mas também nos locais de prova. Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Diferente de 2020, o Enem Digital 2021 terá adaptações para candidatos com deficiência, como prova super ampliada e com contraste, que são voltadas para pessoas com problemas de visão, e locais de aplicação acessíveis, opções que só eram oferecidas para a versão tradicional da prova na edição anterior.

Como já acontece desde 2017, a prova será realizada em dois domingos seguidos. Em 21 de novembro serão aplicadas as provas de códigos, linguagens e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, ambas com 45 questões. Além disso, também será aplicada a redação. Já no dia 28 de novembro serão aplicadas as provas de matemática e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias, ambas também com 45 questões cada.

Leia mais:

Assim como em 2020, por conta da pandemia da Covid-19, será obrigatório que todos os candidatos usem máscara durante a realização da prova para redução do risco de contaminação pelo Sars-Cov-2. Além disso, também há a determinação do uso de álcool em gel para higienização das mãos. De acordo com o edital, o não cumprimento dos protocolos levará à eliminação do candidato.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!