Arrumar seu par feito durante a pandemia ficou complicado, né? Afinal, pelas normas de segurança estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais autoridades de saúde, não é permitido aglomerar. Com isso, os aplicativos de namoro como o Tinder disponibilizaram para os usuários no Reino Unido que foram vacinados terem direito ao adesivo de “vacinado” na foto do perfil e também bônus nas plataformas como um incentivo de imunização no país.

Aplicativos como Tinder, Match, Hinge, Bumble, Badoo, Plenty of Fish, OurTime e Muzmatch se inscreveram no programa em parceria com o governo britânico. No contexto, já foram vacinados 59% dos 67 milhões de habitantes do país.

publicidade

Porém, não tem como conferir se as pessoas que declararam ter sido vacinadas foram de fato imunizadas. Assim, alguns aplicativos estão incluindo incentivos para aqueles que dizem ter sido vacinados, créditos grátis ou acesso a recursos premium como ampliação de perfil, doação de rosas virtuais e “super curtidas”.

Além disso, o Bumble permitirá que seus membros compartilhem preferências sobre distanciamento social, uso de máscaras e se os usuários se sentem confortáveis em encontros em lugares cheios, por exemplo.

O secretário responsável pelo programação de vacinação britânico, Nadhim Zahawi, opinou sobre a iniciativa e descreveu como um “trunfo” para o programa de vacinação local.

Leia mais:

Uma pesquisa do instituto de pesquisa YouGov com cerca de 5 mil adultos no Reino Unido mostrou que 28% dos entrevistados disseram que não namorariam alguém não vacinado. Já outros 2% disseram que não namorariam alguém que tivesse recebido a vacina.

No Brasil, alguns usuários de aplicativos de namoro estão usando a hashtag #vacinado como diferencial. Porém, mesmo com a iniciativa dos aplicativos no Reino Unido, há preocupações em torno do status da vacina e da privacidade dentro do país.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!