A Marinha dos Estados Unidos causou um terremoto de magnitude 3,9 a cerca de 160 quilômetros de distância da costa da Flórida. Foram detonados 18 toneladas de explosivos ao lado de um navio de guerra para garantir que a embarcação resista às condições de batalha.

Confira o momento da explosão no vídeo abaixo:

publicidade

De acordo com o USNI News, estavam programadas três explosões, mas apenas duas foram realizadas. Em estágio final de construção, o USS Gerald R Ford é um dos maiores porta-aviões do mundo: tem 76 metros de altura e mais de 304 metros de comprimento, o equivalente a quase três campos de futebol.

Depois de passar pelos testes, o navio retornará a uma doca para passar por modernização, manutenção e reparos, informou a BBC.

“A Marinha dos Estados Unidos conduz testes de choque de projetos de novos navios usando explosivos vivos para confirmar que nossos navios de guerra podem continuar a atender aos exigentes requisitos de missão sob condições adversas que podem encontrar em batalha”, explicou a Marinha dos EUA em um comunicado.

Leia mais:

“O primeiro porta-aviões da classe foi projetado usando métodos avançados de modelagem de computador, testes e análises para garantir que o navio seja reforçado para resistir às condições de batalha, e esses testes de choque fornecem dados usados ​​para validar a resistência ao choque do navio”, completou.

A Marinha afirmou ainda que a explosão cumpriu os “requisitos de mitigação ambiental” e respeitou os “padrões de migração conhecidos da vida marinha na área de teste”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!