Prestes a lançar seu livro de estreia, Quentin Tarantino, 58, utilizou um recurso pouco aproveitado na literatura, mas que faz parte do seu trabalho como cineasta: um trailer. O booktrailer para divulgação de ‘Era uma vez em Hollywood‘ (Intrínseca, 560 páginas, R$ 49,90), espécie de versão literária do filme homônimo do diretor, chama atenção pelo fato de trazer cenas inéditas do longa lançado em 2019.

Leia mais:

publicidade

Embora possa ser confundido como uma adaptação literária do filme, prática comum no mercado editorial, o livro de Tarantino não é exatamente isso. Em recente entrevista ao Pure Cinema Podcast, em que falou também sobre os planos para aposentadoria e desejo de investir na carreira como escritor, o diretor declarou que o livro é “uma versão complexa do filme”.

A obra expande a história mostrada originalmente nas telas e investiga o passado de Cliff Booth, personagem interpretado por Brad Pitt no longa, papel que lhe rendeu um Oscar de Ator Coadjuvante em 2020. Ao comentar sobre o livro no podcast, Tarantino disse que Cliff é uma grande incógnita: “Você olha para ele e se pergunta ‘qual é a dele?'”.

Capa do livro Era uma vez em Hollywood, de Tarantino
Em sua estreia como escritor, Tarantino preparou um romance longo, com mais de 500 páginas. Crédito: Intrínseca/Divulgação

Ainda de acordo com o cineasta, o livro tem capítulos inteiros dedicados aos acontecimentos na vida de Cliff antes do período em que o filme se passa. Dublê e veterano da Segunda Guerra Mundial, Booth é visto com desconfiança nos sets de filmagem onde trabalha. “Cada parte do passado de Cliff funciona como um pequeno livro protagonizado por ele”, acrescenta.

O livro tem lançamento mundial marcado para o próximo dia 29 de julho. Além do romance, o diretor também chegou a anunciar o desenvolvimento de uma série derivada do filme, que teria cinco episódios. Tarantino falou do projeto em 2020, mas o andamento do projeto é incerto.

Via: Gamespot

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!