A Microsoft finalmente revelou o Windows 11 nesta quinta-feira (24). Embora a empresa esteja oferecendo o sistema como uma atualização gratuita para os usuários do Windows 10 (e provavelmente também para quem ainda está rodando o Windows 7 e 8.1 ), você deve estar se perguntando se o seu PC vai atender aos novos requisitos do sistema.

Para responder à pergunta de forma simples, a Microsoft criou a ferramenta ‘Windows PC Health Check‘, um aplicativo que verifica automaticamente todos os componentes de hardware e emite uma mensagem que diz se o PC é compatível com o Windows 11.

publicidade

Caso queira fazer o teste na sua máquina, basta baixar e executar a ferramenta clicando aqui. O primeiro passo é aceitar os termos de uso e clicar em ‘Install’. Em seguida, como na captura de tela abaixo, clique em ‘Finish’ para executar o aplicativo:

A boa notícia é que a maioria das pessoas que compraram um PC novo com Windows 10 já devem estar prontos para usar a próxima versão do sistema. Caso o seu PC não atenda aos requisitos, o aplicativo emite o seguinte alerta: 

Alerta de PC incompatível com o Windows 11.
Ao clicar em ‘Check Now’, o aplicativo da Microsoft mostra uma mensagem que confirma ou não se o seu PC será capaz de rodar o Windows 11. Imagem: Captura de tela

Compatibilidade com PCs antigos

A compatibilidade com computadores mais antigos era uma das vantagens de usar o Windows. Contudo, para o Windows 11 existem grandes mudanças previstas nos requisitos mínimos de sistema. Ter um processador 64 bits, por exemplo, agora é obrigatório (embora os aplicativos em 32 bits continuem funcionando).

Sistema incompatível com o Windows 11.
Microsoft recomenda continuar utilizando o Windows 10 nas máquinas que não poderão rodar o novo sistema. Imagem: Microsoft/Reprodução

Vale lembrar que as CPUs também precisam ter dois núcleos ou mais. Os requisitos de memória RAM e armazenamento interno também aumentaram para 4 GB e 64 GB, respectivamente. Parece que a regra geral dessa vez é: quanto mais antigo for o PC, maior será a probabilidade de não conseguir instalar o Windows 11.

Requisitos mínimos para rodar o Windows 11.
Requisitos mínimos para rodar o Windows 11. Imagem: Microsoft/Reprodução

Outro obstáculo será a exigência do recurso de segurança TPM 2.0 (embora seja possível usar a versão TPM 1.2), geralmente disponível apenas nos PCs mais novos. A placa de vídeo também deverá suportar obrigatoriamente a versão 12 da API (‘Application Programming Interface‘ ou Interface de programação de aplicações) gráfica DirectX.

Laptops com Windows 11 virão com touchpad de precisão e webcam HD

Outro fator que muda com a chegada do Windows 11 é que os novos portáteis com o sistema pré-instalado vão precisar vir equipados com um touchpad de precisão — diferente dos tradicionais, o componente suporta os drivers padronizados desenvolvidos pela Microsoft, oferecendo, segundo a companhia, uma experiência mais consistente e responsiva para os usuários.

O documento de suporte também diz que a partir de 2023 a Microsoft exigirá que todos os novos laptops com Windows 11 tenham uma webcam com suporte para captura de conteúdo em HD, ajustes de balanço de branco e exposição automática.

Por fim, vale ressaltar que já se passou muito tempo desde que os requisitos mínimos do Windows mudaram de forma significativa. O Windows 10, lançado há seis anos, não aumentou os requisitos por se tratar de uma atualização para os usuários do Windows 7 e 8.1.

Leia mais:

Quando vou poder instalar o Windows 11?

Novo menu Iniciar do Windows 11.
Novo menu Iniciar do Windows 11. Imagem: Tom Warren/Reprodução

Máquinas que atenderem aos requisitos citados anteriormente receberão a atualização gratuita para o Windows 11 através do Windows Update. Entretanto, a Microsoft ainda não informou quando o sistema operacional será lançado. Segundo a empresa, a novidade será liberada “ainda neste ano”.

A nova versão do Windows traz mudanças significativas na interface, novas ferramentas para gerenciamento de janelas, grupos de apps e múltiplos desktops virtuais. Também há mudanças para facilitar o uso com telas sensíveis ao toque, como suporte para gestos na tela, feedback tátil ao usar uma caneta e um novo teclado virtual.

A grande surpresa fica para a Microsoft Store. Além de um novo visual, a loja de aplicativos terá integração com a Amazon App Store, permitindo a instalação de aplicativos Android no Windows 11.

Via: XDA, 2, 3

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!