A plataforma de e-commerce norte-americana Etsy comprou o marketplace brasileiro Elo7 por US$ 217 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) para entrar no mercado brasileiro.

Segundo nota oficial do CEO da Etsy, Josh Silverman, a transação estabelecerá uma base para a empresa na América Latina, “região de comércio eletrônico pouco aproveitada, na qual a Etsy atualmente não tem uma carteira de clientes significativa”.

publicidade
Página do site da Etsy
Para entrar no Brasil, americana Etsy adquire Elo7 por R$ 1 bi.
Imagem: Evan Lorne/Shutterstock

A Elo7 é uma empresa brasileira que atualmente possui 1,9 milhões de compradores ativos e cerca de 56 mil vendedores. O principal foco do e-commerce são produtos artesanais, que compõem a maior parte do seu catálogo de mais de 8 milhões de opções.

Apesar da transação bilionária, a empresa continuará com sede em São Paulo e funcionará como uma espécie de marketplace independente.

No comunicado em que a venda foi anunciada, o CEO da Elo7, Carlos Curioni, afirmou que a Etsy sempre foi uma inspiração e uma referência. A Etsy começou seu negócio em 2005 também vendendo produtos artesanais, e hoje é avaliada em US$ 23,5 bilhões na Nasdaq.

O valor da transação ainda não está completamente fechado, já que está sujeito a ajustes relativos a capital de giro, despesas da transação, valor em caixa e endividamento, que podem alterar o acordo final.

Leia também!

A Elo7 já recebeu US$ 18 milhões de fundos de venture capital e os principais investidores são Monashees, Accel e Insight Partners.

Em entrevista à Exame IN, o fundador e presidente do Elo7, Carlos Curioni, afirmou que a transação foi um passo natural e que já conhecia os fundadores da Etsy há alguns anos, sendo que ambos possuem um entendimento parecido sobre cultura e missão do negócio.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!