Elon Musk anunciou que o Tesla Vision logo detectará indicadores de direção em outros veículos, luzes de emergência (assim como as da polícia e ambulâncias) e até mesmo gestos com as mãos. A afirmação ocorre no momento em que a montadora de veículos elétricos trabalha em cobrir todas as situações possíveis de direção na estrada para fornecer um sistema completo de direção autônoma.

No último sábado (10), a Tesla finalmente lançou a atualização de software Full Self-Driving (FSD) Beta v9. O upgrade é o mais significativo do programa Full Self-Driving Beta (FSD), uma vez que agora depende exclusivamente da “visão do carro elétrico”, ou seja, o sistema de visão computacional que usa apenas imagens ópticas de câmeras em vez de leituras do sensor de radar – algo que já causou bastante polêmica nas últimas semanas.

publicidade
Tesla diz a regulador que carros totalmente autônomos podem não estar prontos até o final do ano. Imagem: Reprodução/Youtube
Elon Musk: Tesla Vision logo detectará mudança de direção, luzes da polícia e até gestos com as mãos. Imagem: Twitter/Reprodução

Agora, os proprietários de “Teslas” que receberam a atualização no programa de acesso antecipado estão começando a testá-lo, e alguns notaram melhorias específicas, como a detecção de lanternas traseiras. Conforme o CEO da marca classificou em nota oficial à imprensa, a atualização do software é “alucinante” e é “capaz de melhorar mais rapidamente” por meio do aprendizado de máquina (machine learning).

E as novidades não param por aí! Musk acrescentou que, nas próximas atualizações, o Tesla Vision também será capaz de detectar muito mais quando se trata de luzes em veículos ao seu redor. “Em breve, [o sistema de visão] irá capturar sinais de mudança de direção, perigos, luzes de ambulância/polícia e até mesmo gestos com as mãos”, disse em tuíte.

O desenvolvimento do recurso é crucial para que o sistema autônomo de Tesla seja capaz, por conta própria, de reagir a várias situações envolvendo veículos de emergência, quando necessário. Ainda conforme o CEO, os avanços da tecnologia citados estão em processo de “renderização” e “adição ao sistema”, mas que farão parte das “novas entradas” em updates.

Atualmente, a Tesla está testando apenas o FSD Beta v9 com cerca de 2 mil proprietários de Tesla, mas planeja mover a atualização para uma versão mais ampla em “cerca de um mês”, dependendo do feedback, explicou Musk.

Leia mais:

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!