O Pornhub, um dos maiores sites de conteúdo pornográfico do mundo, anunciou na semana passada a exposição on-line “Classic Nudes”, que visa exibir ao público os melhores pornôs do mundo que estejam expressados em obras de artes.

Apesar de parecer inovador, a ideia do site passa por cima de grandes instituições de arte do mundo que são os responsáveis por muitas das obras em questão, como The Metropolitan Museum of Art (MET), Museo Nacional del Prado, Louvre e a galeria Uffizi.

Lupa analisa site do Pornhub
“Nudes Clássicos”: Louvre processa Pornhub por exposição on-line. Imagem: Shutterstock

O Louvre, um dos maiores museus do mundo, e a Uffizi entraram com um processo contra a exposição do Pornhub, afirmando que o site não tem direito de expor as obras com fins lucrativos.

“Na Itália, o código do patrimônio cultural prevê que para usar imagens de um museu, obras compactadas para fins comerciais, é necessário ter a permissão, que regulamenta os métodos e fixa a taxa relativa a pagar. Tudo isso obviamente se o museu conceder a autorização que, por exemplo, dificilmente teria sido emitida neste caso”, afirmou um porta-voz da galeria italiana Uffizi ao portal Inside Hook.

publicidade

O museu parisiense, por sua vez, emitiu uma declaração curta direcionada aos responsáveis pela exposição on-line. “O Pornhub ouviu falar de nossos advogados. Esperamos que as obras sejam removidas imediatamente”.

Leia também!

O fundador do Pornhub, Asa Akira, relatou à imprensa que existe um tesouro escondido por trás da arte erótica, que envolve muitos nudes e orgias que não estão disponíveis no site.

Para Akira, a exposição on-line levará as pessoas a fazerem um tour diferenciado por essas obras, abandonando as “gravações entediantes de auto turnê” que foram disponibilizadas pelos sites oficiais dos grandes museus durante a pandemia da Covid-19 que impediu o passeio presencial em diversos lugares do mundo.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!