Famosa por seus smartphones, agora a Xiaomi quer dominar o setor de robótica. A gigante chinesa da tecnologia lançou mais uma novidade: o CyberDog, um robô quadrúpede com código aberto que poderá ter possibilidades inéditas. Parecido com o Spot, da Boston Dynamics (comprada pela Hyundai), o robô é em formato de um cão e tem uma configuração para realmente ser um bichinho de estimação.   

Cão robô para poucos privilegiados 

Inicialmente, a Xiaomi pretende colocar à venda apenas 1.000 unidades do CyberDog, principalmente para fãs da empresa que está em segundo lugar no ranking global de vendas de smartphones, além de engenheiros e entusiastas da robótica. 

publicidade

Apesar de ainda não definir o preço do robô cão em suas primeiras 1.000 unidades, ele deve ficar bem mais acessível em comparação ao Spot. Enquanto o robô da Boston Dynamics custa US$74.500, o CyberDog deve chegar ao mercado ao valor de 9.999 Yuan, o que gira em torno de US$1.540.  

Apresentado em um ambiente futurista, o CyberDog tem aparência elegante e tem tudo para desbancar o Spot da Boston Dynamics, inclusive com a promessa de um preço bem mais acessível. Imagem: Divulgação Xiaomi

A Xiaomi espera que o robô cão seja o princípio de novos experimentos envolvendo máquinas quadrúpedes. Inicialmente, o CyberDog responderá a comandos de voz do dono como se fosse um cachorro de verdade. 

Ao contrário do cão robô da Sony (Aibo), que é pequeno e fofo, o da Xiaomi chega ao mercado elegante e com um design futurista, passando até mesmo uma imagem de cachorro protetor.   

Em sua apresentação feita pela empresa chinesa, o CyberDog aparece em um ambiente futurista, subindo e descendo escadas, como se fosse um personagem de algum programa de ficção científica, bem parecido com Black Mirror. 

Leia mais:

Ágil e atento  

O CyberDog faz backflips e anda a uma velocidade de 11,5 Km/h, bem próxima do Spot, que fica aproximadamente 14 Km/h. O lançamento da Xiaomi pesa 3 Kg ao contrário dos 5,2 Kg do cão robô da Boston Dynamics. 

CyberDog da Xiaomi
Xiaomi venderá inicialmente 1.000 unidades do CyberDog, principalmente para fãs, engenheiros e apaixonados por robótica; preço do cão robô ainda não está definido. Imagem: Divulgação Xiaomi

O cão robô chinês é alimentado pela plataforma Jetson Xavier AI da Nvidia e conta com várias câmeras e sensores. Entre eles, podemos citar um de toque, um módulo GPS, uma lente olho de peixe e a câmera RealSense D450 da Intel, que capta profundidade dos ambientes. Assim, o robô pode caminhar de maneira semi-autônoma. 

De acordo com a Xiaomi, “o CyberDog pode analisar seus arredores em tempo real, criar mapas de navegação, traçar seu destino e evitar obstáculos. Juntamente com a postura humana e o rastreamento de reconhecimento facial, ele é capaz de seguir seu dono e contornar os obstáculos”. O cão robô virá ainda com três portas USB-C e uma HDMI, com o objetivo de personalização do hardware.  

Vale destacar que a popularização do cão robô aconteceu pela Boston Dynamics por meio do Spot, que é utilizado para vários fins. No começo de 2021, a empresa de robótica chinesa Unitree lançou um bot quadrúpede ao valor de US$2.700. 

Via: The Verge 


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!