Depois que a milícia fundamentalista Talibã assumiu Cabul e outras grandes cidades do Afeganistão nos últimos dias, multidões tomaram conta do aeroporto de Cabul. O conglomerado de gente era tão grande que fotos de satélite tiradas do espaço foram capazes de captar.

Imagens de satélites mostram multidões no aeroporto internacional de Cabul, depois que o Talibã assumiu o controle da cidade. Imagem de satélite © 2021 Maxar Technologies

A Maxar Technologies coletou as fotos de satélite nesta segunda-feira (16), às 10h36 no horário local (2h36, pelo horário de Brasília), no Aeroporto Internacional Hamid Karzai de Cabul, durante as tentativas de evacuação em massa da cidade.

publicidade

De acordo com o USA Today, pelo menos sete pessoas morreram enquanto as tropas americanas tentavam assumir o controle do aeroporto. “Alguns afegãos tentaram se agarrar aos aviões que partiam. Outros lotaram a pista depois que as linhas de segurança foram rompidas. Ao cair da noite, todos os voos do aeroporto de Cabul foram suspensos”, escreveu o New York Times sobre a situação.

ATENÇÃO: Imagens fortes

Segundo mostram as imagens da Maxar Technologies, a multidão se concentrava na pista e em torno do aeroporto enquanto pelo menos um avião turco se preparava para decolar.

“As forças de segurança podem ser vistas perto de uma das principais pistas do aeroporto, tentando evitar que multidões de pessoas se movam em direção a outras aeronaves e bloqueiem as operações de voo”, relatou a Maxar em comunicado. “Centenas de pessoas também podem ser vistas em vários portões do perímetro do aeroporto e em cruzamentos próximos”.

O New York Times acrescentou que, de acordo com testemunhas, o Talibã agora está controlando o acesso às entradas do lado civil do aeroporto. Diversos relatórios também apontam que altos funcionários do governo afegão fugiram do país.

Leia mais:

Problemas no Afeganistão teriam iniciado com quebra de acordo entre o Talibã e os EUA

Segundo a NPR, os problemas começaram depois que um acordo foi fechado com o Talibã para, supostamente, os EUA removerem os militares americanos do território afegão em 1º de maio. A decisão de retirada foi complexa. Embora fosse planejado para ocorrer sob a administração de Joe Biden, o governo de Donald Trump lançou as bases para a retirada ao fechar o acordo, explica a NPR.

O presidente Joe Biden posteriormente autorizou o envio de milhares de soldados adicionais ao Afeganistão nos últimos dias. “Eu sou o presidente dos Estados Unidos da América, e a responsabilidade é minha”, disse Biden, nesta segunda-feira, em um discurso. “Estou profundamente triste com os fatos que enfrentamos agora, mas não me arrependo da minha decisão”, garantiu.

Essa situação no Afeganistão antecede em poucas semanas o 20º aniversário dos ataques terroristas de 11 de setembro nos EUA, que são amplamente reconhecidos como o fator motivador que trouxe uma ofensiva militar americana ao Afeganistão no início dos anos 2000.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!