O Hubble foi lançado em abril de 1990 e continua, mais de três décadas depois, produzindo material que impressiona até o mais veterano dos astrônomos: desta vez, o longevo telescópio espacial fotografou a constelação Fornax, localizada na galáxia nomeada “NGC 1385”, localizada a 68 milhões de anos-luz da Terra.

Ao contrário de outras constelações e estrelas, Fornax não recebeu esse nome como alguma homenagem a alguma divindade mitológica. Na verdade, “fornax” significa, simplesmente, “forno”, em Latim.

publicidade

Leia também

Imagem feita pele telescópio Hubble mostra a constelação Fornax, no centro da galáxia NGC 1385
A constelação Fornax, está localizada próxima ao centro da galáxia NGC 1385, localizada a 68 milhões de anos-luz da Terra. Imagem: Nasa/Divulgação

A imagem acima foi produzida pela Wide Field Camera 3, considerada a mais confiável do telescópio e originalmente instalada no telescópio em 2009, quando astronautas o visitaram pela última vez. Uma dúzia de anos depois, ela continua ajudando o Hubble a produzir material de alta qualidade, como essa foto da Fornax.

A imagem também serviu como uma forma de tranquilizar os fãs da astronomia, que viram o Hubble passar por, como diz a expressão, “poucas e boas” desde maio/junho deste ano, quando uma falha da sua unidade de controle de energia o deixou offline.

Na ocasião, houve o medo de que o problema tivesse tornado o Hubble irrecuperável, mas felizmente a Nasa conseguiu identificar o ponto exato e promover o conserto, mesmo remoto, ao alterar a execução das operações do telescópio para um computador de backup, que contém uma unidade própria.

Assim, a voltagem mínima para que todos os sistemas operarem normalmente pôde ser restaurada, abrindo caminho para o retorno do Hubble tempos depois.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!