Você já deve ter ouvido falar nos termos em inglês Hard Skills e Soft Skills, certo? Caso não saiba ao certo do que se trata, são basicamente habilidades que contribuem positivamente em seu currículo e na sua carreira profissional. Com algumas distinções entre elas que veremos a seguir.

Os recrutadores estão cada vez mais atentos ao desenvolvimento dessas ‘skills’ para conhecer melhor o perfil dos candidatos. Por isso, confira o que são e a importância dessas habilidades.

publicidade

O que são Hard Skills e Soft Skills?

Em resumo, as Hard Skills são habilidades práticas que você aprende ao concluir um curso ou receber uma certificação. Geralmente, elas são um pouco mais fáceis de aprimorar, visto que, teoricamente, você só precisa se concentrar no processo de aprendizagem em si.

Imagem ilustra o conceito de Hard Skills: um profissional desenvolvendo novas habilidades práticas
Alguns exemplos de Hard Skills são: gestão de projetos, contabilidade, gestão de pessoas, operação de máquinas. Imagem: Matt Benoit/Shutterstock

Olhando para o currículo, é a parte onde você ressalta o seu conhecimento na utilização de softwares, qual o seu nível de fluência em línguas estrangeiras, formação acadêmica, etc.

Um exemplo prático seria um desenvolvedor de software decidir aprender uma nova linguagem de programação que está em alta no mercado.

O importante é apostar em habilidades que acrescentem positivamente no seu âmbito profissional. A partir daí, basta colocar em prática o que você aprendeu.

Já as Soft Skills, também chamadas de “habilidades das emoções”, trabalham com a forma que você reage às emoções. Estas, por sua vez, por serem mais sutis, podem ser mais difíceis de desenvolver que a anterior.

Existem algumas habilidades dessa categoria que estão em evidência. Algumas são: comunicação interpessoal, empatia, persuasão, proatividade, criatividade, comunicação, organização.

O fato aqui é que são muitas. As que você deve focar, precisam corresponder ao seu perfil.

Ambas são categorias de habilidades que podem ser aprimoradas através de uma estratégia pessoal de desenvolvimento. Para isso, basta responder às seguintes perguntas: quais são os pontos que precisam ser melhorados na sua carreira? Quais habilidades você precisa investir mais?

Leia mais:

A importância dessas habilidades

Como vimos até aqui, ambas são importantes. As Hard Skills estão mais ligadas à evolução natural da sua profissão, enquanto as Soft Skill vão influenciar diretamente no seu relacionamento interpessoal.

O cenário ideal é tentar equalizar ambas para se tornar um profissional mais completo.

As Soft Skills, são um pouco mais complexas. No caso das Hard Skills, a dica é buscar por cursos que complementem o seu fator técnico.

Como demonstrar essas habilidades ao recrutador?

Em um processo seletivo, os recrutadores querem encontrar candidatos com habilidades alinhadas a uma determinada vaga.

As Hard Skills já estarão listadas no seu currículo. Já as Soft Skills, certamente serão expostas naturalmente durante uma entrevista de emprego. Também há casos em que o recrutador pode perguntar diretamente sobre elas.

Por fim, você deve ter notado que desenvolver essas habilidades é um trabalho constante e não algo que muda da noite para o dia, por isso, tenha calma. Tentar mudar tudo de uma vez pode gerar estresse e frustração.

Créditos da imagem principal: M-SUR/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!