Veículos e Tecnologia

Super exclusivo Bugatti Centodieci vai para o túnel de vento

Por Ronnie Mancuzo, editado por Fábio Marton
01/09/21 16h02
Bugatti Centodieci em destaque no túnel de vento

As exclusivas dez unidades do Bugatti Centodieci estão passando por um poderoso teste em um túnel de vento de última geração. Esses hipercarros da montadora francesa estão sendo devidamente ajustados para fazerem jus ao preço de 8 milhões de Euros cada.

Ou seja, cada comprador gastou o equivalente a R$ 50 milhões, aproximadamente. Detalhe: todas as unidades foram compradas em questão de horas após serem anunciadas. O carro foi apresentado ao público em 2019 e as entregas do modelo few-off altamente exclusivo e artesanal começarão no ano que vem.

Divulgação/Bugatti

Vento poderoso

Com a pressão do vento gerado por uma hélice de oito metros acionada por um motor de 9.300 PS, os engenheiros puderam verificar o fluxo de ar dentro e ao redor do veículo. A aerodinâmica e a configuração de resfriamento do Bugatti Centodieci foram testadas de uma forma que não seria possível em estradas abertas.

Leia mais:

Testes de aerodinâmica e o empuxo nos eixos dianteiro e traseiro são particularmente importantes para otimizar o manuseio por um piloto em velocidades extremamente altas. Pequenas mudanças, como o ajuste do ângulo dos flaps do difusor dianteiro ou o ajuste da asa traseira em apenas alguns graus, são feitos para o esportivo ficar mais perto dos valores ideais.

Divulgação/Bugatti

A partir de 140 km/h, foi usada uma configuração padrão para determinar um valor de referência para comparação com outros carros hiperesportivos da marca. Em seguida, outra gama de testes foi realizada, até ser alcançada a velocidade máxima do túnel. Neste momento, o vento envolveu a carroceria baixa do Centodieci a até 300 km/h (que faria um avião decolar facilmente) antes de escorregar na parte traseira.

Divulgação/Bugatti

Valiosa tradição

Com um motor W16 de 8 litros e 1.600 cavalos, o novo Bugatti Centodieci é capaz de alcançar velocidades superiores a 350 km/h. O novo hipercarro surgiu como uma celebração ao clássico EB 110, que foi criado há cerca de três décadas por Romano Artioli.

Divulgação/Bugatti

Equipado com tração nas quatro rodas, o veículo dos anos 90 também podia alcançar incríveis 350 km/h, segundo a montadora (façanha que era inatingível por outros carros esportivos da época). Este voo era fruto do trabalho de um motor V12 de montagem central com 550 cavalos auxiliado por quatro turboalimentadores.

Nas próximas semanas, os engenheiros continuarão testando o Bugatti Centodieci, desta vez em pistas de teste e campos de provas. Até lá, você pode saborear as cenas desta máquina enfrentando o poder do túnel de vento no vídeo abaixo, postado pela montadora francesa.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags