A startup de seguros Pier recebeu um novo aporte de US$ 20 milhões liderado pela Raiz Investimentos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (2) em meio aos planos da empresa de ampliar a sua atuação no setor automotivo e entrar no segmento de seguros de vida e residencial.

A companhia, que já recebeu outros três aportes financeiros liderados pelo banco de investimento BTG Pactual e os fundos monashees e Canary, opera através de uma plataforma digital que oferta seguros para smartphones e carros.

publicidade

Segundo o cofundador e presidente da Pier, Igor Mascarenhas, a quantia será usada nos esforços para dobrar a sua equipe, hoje composta por 120 pessoas, além de fortalecer o capital da empresa.

Fundada em 2018, a Pier, segundo a Reuters, é a pioneira no Brasil com autorização para operar no chamado regime regulatório simplificado da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Leia mais:

Pier mira expansão em 2021

A expectativa da Pier é chegar até o fim de dezembro com receita estimada em R$ 60 milhões, o que representaria um aumento expressivo de 250% frente ao fim de 2020.

Por fim, a insurtech, termo utilizado para designar startups de seguros, destaca que possui um processo em andamento na Susep para se tornar uma seguradora nível 3 (escala de 1 a 5), o que, segundo o executivo, pode acontecer em 2022.

Com a licença em mãos, a empresa poderá oferecer apólices mais completas aos clientes.

Via: Uol

Insurtech chilena também está de olho no Brasil

Brasil sob a ótica de uma lupa
Insurtech Betterfly quer que o Brasil seja o seu maior mercado na América Latina. Foto: Ruslan Harutyunov/Shutterstock

A startup chilena de seguros Betterfly anunciou em junho a captação de US$ 60 milhões em uma rodada de investimentos. O aporte, a maior arrecadação de uma insurtech na América Latina, auxiliará na expansão da companhia pelo continente, começando justamente pelo Brasil.

O montante arrecadado, combinado aos US$ 18 milhões captados em outro aporte liderado pela QED Investors no início de 2021, reforça os cofres da insurtech na busca de expandir os seus negócios.

“Com os recursos vamos nos expandir por toda a América Latina, o Brasil é o nosso maior passo”, destacou Leonardo Lima, responsável pela operação brasileira da startup. “O Brasil tem de ser o nosso maior mercado na região”, completou.

Créditos da imagem principal: Panchenko Vladimir/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!