Esperava-se que a estreia mundial do filme ‘King Richard – Criando Campeãs‘ no Festival de Cinema de Telluride, no estado do Colorado (EUA), surpreendesse, mas a recepção do público e da crítica especializada presente no evento foi além das expectativas. O drama que traça a ascensão das superestrelas do tênis Venus e Serena Williams lançou Will Smith na corrida do Oscar pela interpretação do pai e treinador exigente das meninas, Richard Williams. Vários veículos de imprensa afirmaram que o papel do homem amoroso e egocêntrico que é rígido ao ditar o que é melhor para as filhas, foi “o mais desafiador do ator” em duas décadas.

O jornal Los Angeles Times destaca que o longa deu um “sentimento de missão cumprida para o deleite dos 500 participantes do festival mascarados, totalmente vacinados e testados pelo Covid=19 que lotaram o Galaxy Theatre, em Telluride, e aplaudiram (bem, tanto quanto puderam com o rosto coberto) durante os créditos finais deste sentimental e bom filme”.

publicidade

Outro grande destaque da primeira noite de exibição de ‘King Richard – Criando Campeãs’, na verdade, veio durante os créditos finais, que se desenrolaram acompanhados por uma nova música de Beyoncé, intitulada ‘Be Alive”. A canção original escrita pela artista junto ao produtor e também cantor DIXSON para o filme foi apontada como “instantaneamente envolvente”.

Will Smith como Richard Williams, Demi Singleton como Serena Williams e Saniyya Sidney como Venus Williams no drama ‘King Richard: Criando Campeãs’. Imagem: Warner Bros. Pictures./Divulgação
Will Smith como Richard Williams, Demi Singleton como Serena Williams e Saniyya Sidney como Venus Williams no drama ‘King Richard: Criando Campeãs’. Imagem: Warner Bros. Pictures/Divulgação

“[‘Be Alive] é o claro significado de que Beyoncé vai se apresentar no Oscar no ano que vem. Não há como a Academia esnobá-la novamente depois de todo o fiasco sobre ‘Spirit’, seu hino arrebatador de ‘O Rei Leão’ (2019) que, de alguma forma, falhou em merecer um aceno [da premiação] porque os eleitores não conseguiram evitar de dar a Diane Warren outra indicação”, afirmou o Los Angeles Times, que ainda cutucou a entidade em relação a um racismo implícito.

“Deixe para Beyoncé salvar o Oscar. Porque se a combinação de ‘King Richard’ e ‘Queen Bey’ não despertar um pouco de interesse, então a situação é mais sombria do que qualquer um gostaria de admitir”, criticou a publicação.

‘King Richard’, que estreará nos cinemas de todo o mundo a partir de 2 de dezembro de 2021, vem com a aprovação da família Williams, com Venus e Serena a bordo como produtoras executivos, junto com a outra irmã, Isha Price. O envolvimento das esportistas na fidedignidade da história foi exaltado pelo público especializado que assistiu ao longa, afirmando ser “um conto inspirador e inspirador, embora a história das irmãs seja – e continue a ser – notável por qualquer estimativa”

Antes da exibição do longa no Festival, o diretor Reinaldo Marcus Green (de ‘Monstros e Homens’, esnobado pelas principais premiações, mas vencedor do prêmio especial do júri no Festival de Sundance em 2018) explicou a ideia para a elaboração da produção começou com a história de origem da família Williams e, de fato, “King Richard”. O objetivo sempre foi destacar a ascensão das jogadoras no cenário do Tênis, porém expor a dura realidade que enfrentaram em Compton, cidade no sul de Los Angeles, onde as cinco irmãs dormiam juntas em um quarto.

A sinopse oficial de ‘King Richard – Criando Campeãs’ diz: “Motivado por uma visão clara do futuro de suas filhas, empregando métodos próprios e nada convencionais de treinamento, Richard tem um plano detalhado para levar Venus e Serena Williams, das ruas de Compton, na Califórnia, para as quadras de todo o mundo, como lendas vivas do tênis. Profundamente comovente, o filme retrata a importância da família, da perseverança e da fé inabalável como instrumentos para alcançar o impossível e transformar o mundo”.

Além de Smith, Aunjanue Ellis (‘Se a Rua Beale Falasse’) interpreta a mãe das garotas, Oracene “Brandi” Williams. Saniyaa Sidney (‘Estrelas Além do Tempo’) estrela como Venus Williams, e Demi Singleton (‘Godfather of Harlem’), como Serena Williams. O elenco ainda conta com Tony Goldwyn (‘Divergente’) no papel do treinador Paul Cohen, Jon Bernthal (‘Justiceiro’) como o treinador Rick Macci, Andy Bean (‘It – Capítulo Dois’), Kevin Dunn (‘Transformers’) e Craig Tate (‘Greyhound’).

Marcus Green dirigiu ‘King Richard: Criando Campeãs’ a partir do roteiro escrito por Zach Baylin, com produção de Tim White e Trevor White (com a Star Thrower Entertainment), e Will Smith (com a Westbrook, que pertence ao ator). Isha Price, Serena Williams, Venus Williams, James Lassiter, Jada Pinkett Smith, Adam Merims, Lynn Harris, Allan Mandelbaum, Jon Mone e Peter Dodd atuam como produtores executivos.

A trilha sonora é do compositor indicado ao Oscar, Kris Bowers, que recentemente atuou com as músicas de ‘Space Jam: Um Novo Legado’.

Leia mais:

Fonte: Los Angeles Times

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!